http://www.fides.org

Europa

2003-10-03

EUROPA/ITÁLIA - OS CAMPOS DE CACAU DA COSTA DO MARFIM LUGARES DE EXPLORAÇÃO DO TRABALHO DAS CRIANÇAS QUE TAMBÉM SÃO OBRIGADAS A PARTICIPAR DA GUERRA. O PRIMEIRO DOSSIÊ DO OBSERVATÓRIO NACIONAL INDEPENDENTE

Roma (Agência Fides) – A cada ano, somente na Costa do Marfim 615.000 crianças são recrutadas a força, para trabalharem nos campos de cacau. Estima-se que pelo mundo, 1,2 milhões de crianças são vítimas do tráfico e que 5,7 milhões se encontrem em condições de trabalho forçado. estas são apenas algumas cifras do primeiro Dossiê do Observatório Nacional sobre ciclos de produção de chocolate e violações dos direitos da infância que será apresentado em Peruggia no próximo dia 10 de Outubro.
O primeiro Dossiê, nato há dois anos da campanha “ Chocolate positivo: mais direitos mais cacau” promovida pela “Save the Children “e “TransFair Itália”, apresenta os dados sobre a exploração do trabalho de menores e sobre o tráfico de adolescentes na Costa do Marfim, o maior produtor de cacau do mundo, juntamente com Ghana, Camarões e Nigéria. a “Save the Children” é o maior movimento internacional independente para a defesa e promoção dos direitos das crianças. Atua em mais de 120 países pelo mundo com uma rede de 29 organizações de voluntários e um escritório de coordenação internacional. Leva ajudas imediatas às crianças em situação de emergência e desenvolve projetos que permitem melhorias futuras pensando nas novas gerações. A “TransFair “ é um consórcio que abre a possibilidade de novos contatos e mercados a pequenos produtores associados do Sul do Mundo.
No curso do encontro se falará também da situação em mali e Burkina faso e das crinaças e adolescentes vítimas do tráfico e da exploração nos campos de cacau da Costa do Marfim.
(AP) (3/10/2003 – Agência Fides, linhas: 24; palavras: 285)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network