ÁSIA/CHINA - TODAS AS COMUNIDADES RELIGIOSAS EMPENHADAS EM COMBATER A SARS. OS CATÓLICOS PEDEM O APÓIO DA IGREJA UNIVERSAL

Sexta, 2 Maio 2003

Pequim (Agência Fides) – À mobilização geral do povo chinês para combater a SARS unem-se as diversas comunidades religiosas presentes na China: budistas, muçulmanos e cristãos estão recolhendo fundos para combater a SARS, a ser destinadas em particular a todo o pessoal sanitário que está se empenhando com grande dedicação na luta para derrotar o vírus da pulmonite atípica.
A comunidade católica de Pequim está unida à sociedade chinesa e está fazendo a sua parte, sobretudo com uma intensa e incessante oração para combater a SARS. Não obstante a suspensão das atividades religiosas e sobretudo de reuniões, os fiéis permanecem em contato entre si por telefone, mensagens SMS e Internet, trocando notícias, orações, apoio. Um católico de Pequim disse para a Agência Fides: “ Domingo passado, o II de Páscoa, recebi diversas mensagens que invocavam uma oração especial do Santo Padre por nós, para o povo chinês atingido pela SARS. Queremos lançar um apelo à Igreja Universal, ao Papa e a todos os católicos do mundo: rezem por nós!”
As peregrinações nos santuários marianos em maio serão drasticamente reduzidos para evitar o contágio da SARS. Padre Lan Xiaopeng, pároco da Igreja de Nossa Senhora do Socorro em Sheshan, nas proximidades de Shanghai, disse que muitos peregrinos e dioceses anularam visitas e viagens ao santuário: “ Maio é normalmente o mês mais cheio, este ano esperamos poucos peregrinos”.
O santuário mariano de Sheshan, situado no alto de uma colina, é um dos sítios mais populares entre os católicos chineses. Nos anos passados, entre 50 a 60 mil fiéis se revezavam no mês de maio rezando o Rosário, Mas em 23 de abril passado, a Igreja chinesa difundiu uma nota a todas as dioceses pedindo de não organizar peregrinações, aconselhando aos sacerdotes de adotarem medidas para evitar o risco de contágio e pedindo aos fiéis de rezarem em casa. (Agência Fides 2/5/2003 – linhas 29; palavras: 314)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network