http://www.fides.org

Especial

2005-05-25

EUROPA/ESPANHA - Ano da Eucaristia - “A Nova Evangelização em uma Europa descristianizada não poderá ser que uma Evangelização para a Eucaristia e da Eucaristia”: a experiência da Adoração noturna

Sevilha (Agência Fides) - A Adoração Noturna Espanhola, fundada em Madri em 1877, atualmente é constituída por cerca de 1.500 seções de Adoradores Noturnos da Eucaristia, presentes em todas as dioceses da Espanha, com cerca de 80.000 membros. Sob a direção da Hierarquia eclesial, os Adoradores, reunidos em grupos paroquiais e outros grupos estabelecidos também em igrejas não paroquiais, uma vez por mês transcorrem a noite em adoração de Jesus Eucaristia, em nome da Igreja e de toda a humanidade. Os Adoradores Noturnos, no entanto, não se empenham somente em viver esta vigília eucarística mensal, mas promovem e apóiam muitas outras formas de culto e devoção ao Santíssimo Sacramento, em plena comunhão com os Bispos, e participam de diversas iniciativas de formação e apostolado integrando-se na pastoral diocesana de todos os lugares.
Adolfo José Petit Caro, Diretor Espiritual Diocesano da Adoração Noturna de Sevilha, na sua palestra apresentada no 48° Congresso Eucarístico Internacional de Guadalajara (México), em outubro passado, destacou que atualmente são muitas as circunstâncias que dificultam a Adoração Noturna e a tornam, ao menos em aparência, menos atual ou compreensível para o mundo de hoje. “A forte secularização dos hábitos e dos ambientes, o declínio da sensibilidade religiosa e cristã, as mudanças nos costumes e nos hábitos da vida familiar e social, constituem um contexto cultural que parece empenhado em apresentar tantas realidades religiosas e eclesiais como antiquadas e superadas pelo moderno humanismo sem Deus.”
O Diretor Espiritual da diocese de Sevilha fez votos para que o Ano da Eucaristia traga um renovado empenho de ação apostólica, com mais criatividade e unidade de esforços, com um amor mais apaixonado por Jesus Eucarístico, que revitalize esta admirável obra com um novo fervor, novos métodos e mais vigor apostólico. “A Nova Evangelização - pedida pela Igreja e solicitada há muito tempo em uma velha Europa descristianizada - não poderá ser senão uma Evangelização para a Eucaristia e da Eucaristia. A centralidade do mistério eucarístico - centro e raiz, fonte e ápice da vida e da missão da Igreja - pedirá que para ser apóstolos e testemunhas convencidos e empenhados, será necessário ser sempre mais cristão intensamente eucarístico”. (R.Z.) (Agência Fides 25/5/2005)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network