http://www.fides.org

Africa

2003-09-16

ÁFRICA/GUINÉ BISSAU - APÓS O GOLPE DE ESTADO DO DOMINGO, O BISPO DE BISSAU NA LIDERANÇA DO CONSELHO NACIONAL DE TRANSIÇÃO. UM COMENTÁRIO DO EPISCOPADO

Bissau (Agência Fides) – É certamente um reconhecimento do papel que a Igreja quis e continua a desempenhar em favor da paz neste País”. Assim comentam à Agência Fides fontes do Episcopado de Bissau, a nomeação de Dom José Camnate, Bispo da capital da Guiné Bissau, na liderança do Conselho Nacional de Transição. Este organismo é encarregado de preparar a formação de um governo provisório enquanto se espera pelas novas eleições.
Após o golpe de estado, que ocorreu sem conflito armado em 14 de Setembro, a Guiné Bissau está retornando à normalidade. “ O aeroporto da capital está funcionando e as fronteiras foram reabertas; as pessoas circulam livremente pelas ruas”, dizem as fontes da Fides. ontem, 15 de Setembro, a junta formada pelos militares golpistas e liderada pelo chefe de estado maior do exército, general Veríssimo Correia Scabre, teve uma reunião com os representantes dos partidos de oposição, dos religiosos e das organizações não governativas e sindicais. No curso do encontro foi decidido a formação de um Conselho de Transição para preparar o retorno da democracia, liderado por Dom Camnate.
“A comunidade internacional havia condenado o golpe, mas agora percebeu que o Presidente deposto Kumba Yalla não respeitava a democracia, tendo adiado muitas vezes as eleições. Os militares intervieram para fazer respeitar a legalidade no País e não pretendem assumir o poder. Até agora estão mantendo as suas promessas”, concluíram as fontes da Fides.
(L.M) (Agência Fides 16/09/2003, linhas: 22; palavras: 256)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network