http://www.fides.org

Asia

2003-09-16

ÁSIA/CORÉIA DO SUL - APÓS O TUFÃO “MAEMI”, IMEDIATA CORRENTE DE SOLIDARIEDADE DA CARITAS COREANA – DOMINGO PRÓXIMO COLETA DE FUNDOS PARA OS DESABRIGADOS

Seul (Agência Fides) – Ajudas imediatas e uma corrente de solidariedade que não parará: assim a Caritas coreana e toda a Igreja na Coréia do Sul reagiu à passagem do violento “Maemi” (“cicala” em língua coreana), sobre as regiões meridionais e orientais da península.
Alex Lee, responsável pela cooperação da Secretaria Nacional da Caritas coreana explica em uma entrevista com a Agência Fides: “ São oito as dioceses atingidas no Sul e na Costa leste do País. A Caritas diocesanas foram ativadas com prontidão e estão desenvolvendo um excelente trabalho. Nesta prima fase, se trata de responder à emergência, indo ao encontro das necessidades das pessoas atingidas pelo tufão e que permaneceram sem casas, sem trabalho e sem alimentos”.
“A arquidiocese de Seul – disse Lee – já enviou mais de 250 mil dólares, divididos entre as 8 dioceses atingidas, enquanto a Caritas nacional está coordenado os esforços, pela troca de informações e organização das ajudas, organizando o envio de voluntários. destinamos 15 mil dólares para a diocese de Masan e 10 mil para a de Pusan, onde os danos foram maiores”.
No entanto, toda a Igreja coreana lançou uma corrente de solidariedade. Lee continua: “Domingo próximo, em muitas dioceses, haverá uma coleta de fundos especial para ser destinada às vítimas do tufão. Da coleta participarão não apenas os católicos: toda a população está muito sensível ao desastre, sem precedentes na história do País”.
Segundo as últimas estimativas, as vítimas são cerca de 100, os desabrigados 25 mil e os danos materiais, que atingiram sobretudos as comunicações, chegam a cifra de 700 milhões de dólares. As autoridades acreditam que o número de mortos possa aumentar a medida em que começarem a chegar notícias das regiões mais internas, no momento isoladas devido as más condições das estradas.
“ Maemi” – com ventos de mais de 200 km por hora e chuvas torrenciais – é considerado o tufão mais violento que já tenha atingido a Coréia desde o início do século. Após ter passado pelo Japão e pela Coréia, agora está prosseguindo o seu curso no Mar da China oriental.
(PA) (Agência Fides 16/09/2003 – linhas: 30; palavras: 364)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network