http://www.fides.org

Europa

2003-09-12

EUROPA/ESLOVÁQUIA - TERCEIRA VISITA APOSTÓLICA DO PAPA EM ESLOVÁQUIA: “NÃO NOS CONTENTEMOS UNICAMENTE COM A BUSCA DE PROGRESSO ECONÔMICO. UMA GRANDE RIQUEZA PODE TAMBÉM CRIAR UMA GRANDE POBREZA”.

Bratislava (Agência Fides) – “Agradeço o Senhor que me concede de pisar pela terceira vez o solo da amada terra eslovaca. Venho como peregrino do Evangelho, para trazer a todos uma saudação de paz e esperança”. Com estas palavras pronunciadas durante a cerimônia de boas-vindas no aeroporto de Bratislava, na quinta-feira, 11 de setembro, o Santo padre João Paulo II iniciou a sua terceira viagem apostólica em terra eslovaca. Recordando que a “história civil e religiosa da Eslováquia foi escrita também com a contribuição de heróicos e dinâmicos testemunhas do Evangelho”, o Papa citou “os santos Cirilo e Metódio, apóstolos dos povos eslavos” e “os outros generosos servidores de Deus e dos homens”, em particular o Bispo Vasil Hopko e a Ir. Zdenka Schelingová, que no domingo, 14 de setembro serão inscritos no álbum dos beatos.
Em seu discurso, o Santo Padre recordou o ingresso da Eslováquia na comunidades dos povos europeus: “ Caríssimos, à construção da identidade da nova Europa, levai o contributo da vossa rica tradição cristã. Não nos contentemos unicamente com a busca de progressos econômicos. Uma grande riqueza, de fato, pode criar também uma grande pobreza. Somente edificando, ainda que com sacrifício e com dificuldades, uma sociedade que respeite a vida humana em todas as suas expressões, que promova a família como lugar do amor recíproco e do crescimento da pessoas, que procure o bem e seja atenta ás exigências dos mais fracos, haverá a garantia de um futuro fundado sobre sólidas bases e rico de bem para todos”.
O Santo Padre concluiu o seu discurso com estas palavras: “ O meu peregrinar me conduzirá estes dias às dioceses de Bratislava-Trnava, Banská Bystrica e Roznava. Mas neste momento, desejo abraçar – ao menso em espírito – todos os filhos da Eslováquia, juntamente os representantes das minorias nacionais e de outras religiões...Sabeis, caríssimos, que o Papa pensa em cada um de vocês e por todos reza”.
Na tarde de quinta-feira, 11 de setembro, o Papa se dirigiu à catedral de Trnava, dedicada à S. João batista, onde pronunciou algumas palavras de saudação. Após haver recordado que “ São João Batista é o homem que viveu uma solidão plena de presença de Deus e tornou-se a voz que anuncia a vinda do Anjo Salvador”, exortou a todos “que cultivem em si mesmo o sentido de presença de Deus mediante a escuta da Sua palavra, da oração, da celebração dos sacramentos, do serviço aos irmãos. Na vida quotidiana vos transformareis assim, como João Batista, nos arautos e nos testemunhos da presença amorosa e salvífica de deus no mundo de hoje”.
(S.L) (Agência Fides 12/09/2003 – linhas: 33; palavras: 454)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network