http://www.fides.org

Asia

2003-09-12

ÁSIA/SINGAPURA - AS RELIGIÕES OFERECEM UM CONTRIBUTO PELA PAZ: DECLARAÇÕES DE HARMONIA INTER-RELIGIOSAS ENTRE OS LÍDERES DAS COMUNIDADES DE SINGAPURA, UM PASSO IMPORTANTE APÓS O 11 DE SETEMBRO

Singapura (Agência Fides) – As religiões de Singapura apontam para a harmonia e pretendem contribuir para construir uma convivência pacífica na vida social do País. Por isso, os líderes religiosos reunidos no Interreligious Harmony Circle (IHC) elaboraram e difundiram uma “declaração de harmonia religiosa” que afirma:
“Nós, população de Singapura, reconhecemos que a harmonia religiosa é essencial para a paz, para o progresso e a prosperidade da nossa nação multi-cultural e multi-religiosa. Nos comprometemos em reforçar a harmonia religiosa através da tolerância, da confiança, do respeito e da compreensão recíproca. Afirmamos querer reconhecer a natureza secular do estado; promover a coesão no âmbito da sociedade; respeitar a liberdade religiosa uns dos outros; fazer crescer em nosso espaço o respeito pela diferença; incrementar as relações inter-religiosas; assegurar que a religião não será instrumentalizada para criar conflito e desarmonia em Singapura”.
A idéia de instituir uma comissão inter-religiosa nasceu do governo de Singapura nos anos 60, quando a ilha foi afligida por desordens inter-religiosas. Agora, após o 11 de setembro, o Primeiro ministro Goh Chok Tong, sugeriu reforçar este organismo fundando em caráter oficial o Interreligious Harmon Circle (IHC) e elaborando uma declaração conjunta sobre as relações entre as religiões em Singapura, para incrementar o diálogo na ilha do Sudeste asiático.
O Arcebispo Nicholas Chia, membro do IHC, exortou os católicos “a serem conscientes da responsabilidade do qual cada um é revestido”, afirmando que “a nossa fé nos conduz a viver em meio ao nosso próximo em paz e em harmonia com todos”.
Em uma entrevista com a Agência Fides, Pe. Rober Baletchet, da Arquidiocese de Singapura, por muitos anos Diretor do semanário Catholic News, disse que “O Interreligious Harmony Circle serve para superar os preconceitos e males entendidos, e a desenvolver ligames de amizade. este tipo de iniciativas são muito mais úteis e importantes no Sudeste asiático, especialmente após o 11 de setembro. Também seja observado que me Singapura não temos problemas de relacionamentos entre as religiões: os fiéis e todas as confissões vivem juntos na vida quotidiana, nas escolas, nos locais de trabalho e na sociedade”.
Em Singapura, dos 4 milhões de habitantes, 32% são budistas, 22% taoistas, 15% muçulmanos, 13% cristãos e 3,3 % hindus. Existem também minorias compostas por judeus e zoroastras.
(PA) (Agência Fides 12/09/2003; linhas: 33, palavras: 401)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network