http://www.fides.org

Vaticano

2003-05-10

VATICANO - O CARDEAL SEPE À ASSEMBLÉIA GERAL DAS PONTIFÍCIAS OBRAS MISSIONÁRIAS: “ A NOSSA TAREFA DE ANIMAÇÃO MISSIONÁRIA É ATUAL E URGENTE DIANTE DOS GRANDES DESAFIOS QUE NOS ESPERAM”

Roma (Agência Fides) – “o esforço de um diretor nacional das Pontifícias obras Missionárias é entusiasmante e rico de satisfação, e ao mesmo tempo, é delicado e importante para toda a vida missionária das Igrejas particulares e para a igreja universal”. O cardeal Crescenzio Sepe, Prefeito da Congregação para a evangelização dos povos, inaugurou quinta-feira, 8 de maio, a Assembléia geral anual das pontifícias Obras missionárias (POM) com um discurso centrado no tema da animação missionária. Os diretores nacionais recém nomeados já haviam participado de uma primeira sessão da Assembléia reservada, iniciada segunda-feira, 4 de maio.
“Esta tarefa de animação que vos foi conferida por especial mandato da Igreja, provém de Cristo Senhor. Do mandamento de jesus di ir em todo o mundo e de pregar o Evangelho a toda a criatura, deriva do esforço da Igreja de propagar a fé e a salvação de Cristo” disse o Cardeal Prefeito aos diretores nacionais das POM. “ O nosso empenho vos coloca no coração da vida eclesial e a vossa responsabilidade é grande diante das vossas Igrejas particulares e à Igreja universal. se é verdadeiro, como escreve o santo Padre, que nos últimos tempos a animação missionária foi atenuada, agora é preciso que todos retomemos coragem e entusiasmo para mudar esta tendência que tanto mal causou, sobretudo aos Países de missão”.
O Cardeal Sepe recordou que a animação missionária confiada às POM é uma realidade difícil de definir já que inclui uma multiplicidade de idéias, de sentimentos, de ações cuja a soma resulta elusiva em contas numéricas e a uma simples definição”. Sem animação missionária não se pode haver vida missionária, enquanto esta “é uma ação pastoral para tornar as pessoas missionárias, as instituições, as comunidades cristãs, em uma palavra, todas as Igrejas particulares que, com o papa, formam a Igreja universal”.
O Cardeal Prefeito se congratulou pelas numerosas iniciativas adotadas em todos os países para realizar esta animação missionária e convidou a não descuidar de um outro ponto importante: a promoção das vocações missionárias. “Do empenho pela animação missionária nasce também a possibilidade de resolver o grave problema da cooperação material entre as Igrejas – concluiu o Cardeal Sepe. de fato, tanto mais os fiéis são animados espiritualmente, mais dispostos estão para doar os próprios bens por uma causa nobre e necessária para a vida da Igreja”.(S.L (Agência fides 9/5/2003 – linhas: 29, Palavras: 399)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network