http://www.fides.org

Africa

2003-09-04

ÁFRICA/LIBÉRIA - A SITUAÇÃO DA LIBÉRIA APÓS A PARTIDA DO EX PRESIDENTE TAYLOR. O APELO DAS MISSIONÁRIAS DA CONSOLATA: “EM BUCHANAN SITUAÇÃO DRAMÁTICA PELA FALTA DE ALIMENTOS”

Monróvia (Agência Fides) – “Falta alimento em Buchanan”, dizem à Agência Fides as Missionárias da Consolata de Harbel, que se encontra a 50 km ao sul de Monróvia, capital da Libéria. Buchanan possui o principal porto do País, a cerca de 90 km de Monróvia. “Não é possível chegar a este local, porque é preciso atravessar postos de bloqueio, controlados pelo exército do governo, pelos rebeldes do MODEL (Movimento pela democracia na Libéria), e por milícias nascidas com a dissolução dos grupos armados do ex-presidente Charles Taylor”, dizem as missionárias. “ Os mais perigosos são estes últimos. Se trata de grupos formados por fiéis aos ex presidente Taylor, que quando este deixou o País, dividiram-se em diversos grupos espalhados por todo o território. A maior parte destes grupos é formado por jovens liderados por um chefe não muito mais velho. Estes grupos assaltam as vilas, roubam a população já pobre e praticam atos de violência contra as mulheres”.
Os maiores responsáveis pelo bloqueio de Buchanan são justamente estas milícias irregulares. “Diversas Ongs internacionais e nós mesmos procuramos chegar em Buchanan com alimentos e medicamentos” dizem as religiosas. “Infelizmente os guerrilheiros deixam passar apenas um pouco de remédios e biscoitos com alto conteúdo nutritivo, ideal para as crianças. todo o resto, sobretudo arroz e farinha, é tomado pelas milícias que assim alimentam-se as custas de cidadãos inocentes”.
“A força de intervenção nacional na Libéria (ECOMIL) anunciou que a próxima semana mobilizará um contingente para Buchanan” afirmam as irmãs. “Se está também negociando com o MODEL, que controla o porto da cidade, a chegada, via mar, de alimentos”.
Ao norte do País se está verificando um outro drama: dezenas de milhares de pessoas em fuga da cidade de Totota (a 80 km a nordeste de Monróvia). “Famílias inteiras estão nas ruas com os seus pobres pertences para fugir da violência das ex-milícias de Taylor”, contam as missionárias.
(L.M) (Agência Fides 4/9/2003 – 30 linhas. 345 palavras)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network