http://www.fides.org

Vaticano

2003-09-04

VATICANO - MENSAGEM DO SANTO PADRE POR OCASIÃO DO SIMPÓSIO INTER-CRISTÃO DE JOANINA: “A BUSCA DE UMA MAIS PROFUNDA COMUNHÃO ENTRE O ORIENTE E O OCIDENTE CRISTÃO NÃO DEVE LIMITAR-SE AOS CONTATOS OFICIAIS E ÀS INICIATIVAS TOMADAS NOS ALTOS NÍVEIS”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Por ocasião do Simpósio inter-cristão que está um curso em Joanina, no Egito, de 3 a 7 de setembro, sobre o tema: “As relações entre espiritualidade e dogma cristão no Oriente e no Ocidente”, o Santo Padre João Paulo II enviou uma Mensagem ao Presidente do pontifício Conselho para a Promoção da unidade dos Cristãos, o Cardeal Walter Kasper, em que manifesta alegria pela iniciativa e destaca a importância de tais iniciativas para fazer emergir as convergências entre cristãos e ortodoxos.
Depois de ter enfrentado nos anos passados alguns temas importantes, como a oração e a contemplação, este novo Simpósio se deterá sobre o contributo da espiritualidade à doutrina: “ A espiritualidade, de fato, influindo sobre as disposições do ânimo e do coração, cria o contexto psicológico adequado para iniciar o diálogo em modo aberto e confiante. Tal resulta particularmente importante quando católicos e ortodoxos enfrentam questões e problemáticas que ainda os dividem”. O papa encoraja portanto os esforços do Ateneu Antonianum de Roma e da faculdade de Teologia de Tessalônica, “ no sentido de fazer emergir as convergências entre os cristãos ortodoxos e católicos na adesão á verdade revelada” e se compraz pelo apoio oferecido às iniciativas do Pontifício Conselho para a promoção da Unidade dos Cristãos. “ A pesquisa de uma mais profunda comunhão entre o Oriente e o Ocidente cristãos não deve limitar-se aos contatos e às iniciativas tomadas nos latos níveis – escreve o Santo Padre. O recíproco conhecimento e compreensão são favorecidas por eventos como aqueles em programa, que envolvem os vários contextos da vida eclesial e, em particular, aqueles acadêmicos e formativos. Assim, vêm promovido em modo concreto aquele espírito de abertura e escuta que tanto alegra o progresso sobre a via que esperamos, nos conduza rapidamente à plena comunhão”.
(S.L) (Agência Fides 4/9/2003 – linhas: 31; palavras. 359)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network