http://www.fides.org

America

2003-09-03

AMÉRICA - RUMO AO CONGRESSO MISSIONÁRIO AMERICANO (CAM 2) DOS CONGRESSOS MISSIONÁRIOS LATINO-AMERICANOS (COMLA) AOS CONGRESSOS MISSIONÁRIOS AMERICANOS (CAM)

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – De 19 a 30 de novembro, será celebrado na cidade de Guatemala, Guatemala, o segundo Congresso Americano Missionário (CAM “) com o tema “Igreja na América, a sua vida é missão”. Apresentamos a seguir um breve histórico dos Congressos Missionários no continente americano.

COMLA
Os Congressos Missionários Latino-americanos (COMLA) nasceram por inspiração e promoção das Pontifícias Obras Missionárias (POM). Foram organizados em colaboração com as Conferências Episcopais e a participação ativa das Igrejas particulares e de institutos missionários. A idéia nasceu em 1977, na cidade de Torreòn (México), durante o VII Congresso Missionário Nacional mexicano. A presença do Cardeal Agnelo Rossi, na época, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, e de delegações de outros Países da América Latina conferiram a este congresso um caráter continental. Assim se celebrou o I Congresso Missionário da América Latina cujo o tema foi “A Salvação Universal, compromisso do México”.
Em 1983 foi realizado o COMLA 2, na cidade de Tlaxcala, ainda no México. O tema foi “Junto a Maria, Missionários de Cristo”. Neste congresso, foi estabelecida oficialmente a sigla COMLA para denominar tal evento.
Em 1987 foi o COMLA 3, na cidade de Bogotá, Colômbia, com o tema “América, o teu momento de ser evangelizadora chegou”. Em 1991, realizou-se o COMLA 4, na cidade de Lima (Peru) com o tema “América – latina, de sua fé manda missionários” e por fim, o COMLA 5, em 1995, na cidade mineira de Belo Horizonte (Brasil), com o tema “O Evangelho nas Culturas. Caminho de vida e esperança”.

Finalidade dos COMLA
-Aprofundar a responsabilidade missionária das Igrejas locais da América latina, intensificando os serviços recíprocos entre as Igrejas particulares e, a partir destas, projetar-se para a missão ag gentes.
-Coordenar a nível continental as iniciativas e as atividades missionárias ad gentes.
-Assumir em maneira responsável a missão evangelizadora da Igreja em todos os tempos, em todas as situações e em todo o mundo, através da preparação e o envio de missionários e missionárias.
-Estabelecer prioridades e assumir compromissos de animação, formação e organização missionária.
-Celebrar o ardor missionário, a religiosidade do povo, o sangue dos mártires e a vitalidade das comunidades cristãs da América-latina e Caribe em suas diversas culturas.

Do COMLA ao CAM

A Assembléia especial do Sínodo dos Bispos para a América, celebrada no Vaticano de 16 de novembro a 12 de dezembro de 1997, em preparação ao Grande Jubileu do Ano 2000 considerou a América como uma realidade única, “para exprimir não apenas a unidade sob certos aspectos já existentes, mas também aquele vínculo mais estreito no qual os povos do continente aspiram e que a igreja deseja favorecer do âmbito da própria missão, dirigida a promover a comunhão de todos no Senhor” (Ecclesia in América, 5).
No rastro do Sínodo e das indicações da Santa Sé, os organzadores do COMLA 6, cuja celebração estava marcada para 29 de setembro a 3 de outubro de 1999, na cidade do Paraná (Argentina), desejaram que esta reunisse pela primeira vez na história, todos os missionários de todos o continente, do Alasca à Terra do Fogo. Assim realizou-se o Primeiro Congresso Americano Missionário (CAM 1) e que foi o COMLA 6, com o tema “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura”.
(S.L) (Agência Fides 3/9/2003 – linhas: 55; palavras: 564)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network