VATICANO - O Colégio São Paulo celebra 50 anos de serviço à formação dos sacerdotes missionários

Quarta, 3 Junho 2015

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Com uma solene celebração eucarística presidida pelo Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Cardeal Fernando Filoni, o Pontifício Colégio Missionário Internacional “São Paulo Apóstolo” em Via di Torre Rossa, em Roma, celebra esta quarta-feira o seu Jubileu: 50 anos de serviço à formação de seminaristas e sacerdotes provenientes das terras de missão, que vem a Roma para completar a sua formação nas Universidades Pontifícias. No solene ato desta tarde também estarão presentes os participantes da Assembleia Geral das Pontifícias Obras Missionárias, em andamento em Roma ao longo desta semana (veja Fides 28/5/2015), vindos de diversas partes do mundo.
O Colégio São Paulo Apóstolo acolhe cerca de 200 sacerdotes provenientes dos territórios confiados à Congregação para a Evangelização dos Povos, que vem a Roma fazer uma especialização nas várias faculdades (Teologia, Missiologia, Direito Canônico, História da Igreja, etc...), para então retornarem a seus países de origem, enriquecidos por uma bagagem de conhecimentos que serão colocados à disposição de suas Igrejas locais.
Formando uma verdadeira comunidade internacional, os sacerdotes ali residentes provém de 50 nações de todos os continentes. Sua permanência em Roma pode durar de dois a quatro anos, segundo o curso seguido. Este período possibilita a partilha de suas experiências missionárias e os valores de diferentes culturas. Muitos dos ex-alunos acabaram tornando-se Bispos e Cardeais.
Nos anos 60, a partir do momento em que o Pontifício Colégio Urbano exauriu a capacidade em acolher os numerosos seminaristas que vinham das missões para a sua formação, a Congregação para a Evangelização dos Povos decidiu criar um novo Colégio reservado aos alunos dos cursos de filosofia. Nasceu assim, o Pontifício Colégio Urbano Filosófico de Propaganda Fidei, atual Colégio São Paulo, inaugurado oficialmente em 3 de dezembro de 1965 pelo Papa Paulo VI, mas que desde 11 de outubro já recebia os primeiros estudantes.
Após a suspensão das atividades de 1974 a 1977, o Colégio foi reaberto oficialmente com o nome atual de “Colégio Missionário Internacional São Paulo Apóstolo”. Em 17 de dezembro de 1977, Paulo VI conferiu-lhe o título de “Pontifício”. A partir do ano acadêmico sucessivo, o Colégio passou a acolher unicamente sacerdotes. O sacerdote Massimiliano Jezernik (1965-1972) foi o primeiro Reitor. Desde 2014, o Reitor é Padre Lisandro Alirio Rivas Duran, dos Missionários da Consolata (IMC), natural da Venezuela. (SL) (Agência Fides 03/06/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network