OCEANIA/PAPUA NOVA GUINÉ – À Vida Consagrada o dever de ‘despertar um mundo adormecido’ em cômodos compromissos

Terça, 5 Maio 2015

Port Moresby (Agência Fides) – A contribuição mais preciosa dos consagrados à Igreja de Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão é o testemunho de sua vida: é o que afirma a Conferência dos Bispos da Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão, em carta pastoral divulgada por ocasião do Ano da Vida Consagrada, enviada à Agência Fides.
A carta, assinada pelo Bispo Arnold Orowae, Presidente da Conferência Episcopal, retoma a afirmação do Papa Francisco na carta de abertura do Ano da Vida Consagrada. “Os religiosos são chamados particularmente a um abraço alegre, profético e total da vida evangélica em uma rica variedade de carismas que expressam inúmeros modos de combinar fervente oração e zelo apostólico”. “O sinal distintivo da vida consagrada é a profecia – prossegue o texto – e aos consagrados é confiado por Deus o dever de ‘despertar um mundo’ adormecido em cômodos compromissos, para abalar a humanidade”.
“Papa Francisco – frisam os Bispos – disse também coisas que se aplicam de modo especial à nossa situação em Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão. Ele disse que os homens e as mulheres consagrados a Deus deveriam ser ‘especialistas de comunhão’. Sua vida em comunidade é um testemunho de um mundo dividido”. Em Papua Nova Guiné este é um chamado a ‘superar as diferenças’ entre etnias, gerações, religiões existentes na sociedade.
Ainda, “em Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão, a criação de comunidades religiosas indígenas foi um poderoso manifesto para afirmar a dignidade das mulheres, em uma sociedade em que seus direitos são frequentemente ignorados”. “Em Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão, a Igreja fornece a maior parte dos serviços de educação e saúde – nota a Carta – e é um ministério desempenhado quase sempre por homens e mulheres consagrados. A contribuição mais significativa dos religiosos com a Igreja local é sua presença e o testemunho de suas vidas. Continuam a animar as jovens Igrejas locais, proclamando com a ação a riqueza de uma vida evangélica em Cristo, por meio de uma variedade de carismas particulares. Poder-se-ia dizer que esta é a sua importante contribuição para a nova evangelização”, conclui o texto. (PA) (Agência Fides 5/5/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network