EUROPA/ITÁLIA – Missionárias Scalabrinianas abrem uma comunidade em Siracusa para o acolhimento dos migrantes

Sexta, 23 Janeiro 2015

Siracusa (Agência Fides) – Foi criada em Siracusa uma nova comunidade missionária para acolher os migrantes que chegam à Sicília. As irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, Scalabrinianas, desde domingo têm as primeiras três irmãs “na linha de frente” para iniciar percursos de assistência. Segundo as informações enviadas à Agência Fides, trata-se das brasileiras Ir. Teresinha Santin e Ir. Ivanir Filipi, e da albanesa Ir. Gjeline Preçi. “Uma resposta ao premente apelo do Papa Francisco para ‘abrir os conventos aos refugiados carne de Cristo’ – explicam a Superiora Geral, Irmã Neusa Fatima Mariano, e a Responsável pela Província São José/Europa, Irmã Milva Caro. Uma decisão – a de abrir uma nova comunidade religiosa – num tempo em que tudo leva ao redimensionamento e à economia de forças e de recursos. Um sinal da caridade pastoral da Congregação no ano da beatificação da co-fundadora Madre Assunta Marchetti”. Será uma presença missionária não tanto para estar na linha de frente, “mas para ‘habitar’ na Igreja local, com o povo de Siracusa e com os migrantes”. Será uma comunidade itinerante ao lado da história dos migrantes, “para que nunca lhes falte o pão da Palavra de Deus e o espaço para viver com dignidade”.”. (SL) (Agência Fides 23/1/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network