http://www.fides.org

News

2014-08-19

AMÉRICA/HONDURAS – A Igreja pede às autoridades para mudar a situação nos cárceres

Santa Rosa de Copán (Agência Fides) – "Os detentos estão nas "periferias" da sociedade onde sofrem a exclusão total, desespero e depressão”, afirma a Comissão Nacional para a Pastoral Carcerária da Conferência Episcopal de Honduras num comunicado que denuncia a situação terrível dos detentos nas prisões do país.
“As condições dos centros de detenção impedem a convivência sadia e a reabilitação das prisões”, afirma o documento, enviado à Fides, que recorda que “em 2012 o Tribunal Inter-americano para os Direitos Humanos declarou o Estado de Honduras responsável pela morte de 107 prisioneiros por negligência estrutural”.
A Comissão da Pastoral Carcerária denuncia que as prisões hondurenhas são lugares infernais caracterizados pelo “calor insuportável, umidade, falta de serviços higiênicos e duchas, privação de espaços por um mínimo de privacidade, para ler, estudar e rezar”. É um ambiete adapto a confrontos de grupo, brigas e revoltas. É relativamente fácil propagar epidemias virais. Os prisioneiros são contagiados por várias doenças” que pioram “com a total falta de remédios nas pequenas enfermarias dos cárceres”.
O comunicado se conclui com um pedido de intervenção das autoridades para mudar esta situação não obstante a crise econômicca que vive o país. (CE) (Agência Fides, 19/08/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network