http://www.fides.org

News

2014-08-08

ÁSIA/LÍBANO – Patriarcas orientais: “Não ao êxodo dos cristãos, os muçulmanos condenem as violências na Planície de Ninive”

Beirute (Agência Fides) – “Cristãos e muçulmanos têm o dever de enfrentar juntos o extremismo religioso para transmitir às gerações futuras um Oriente Médio livre deste flagelo, iluminando as consciências e as inteligências”, afirma um comunicado emitido pelos Patriarcas das Igrejas Orientais católicas e ortodoxas, ao fim de sua reunião, realizada na sede patriarcal maronita de Dimane, o norte do Líbano.
Referindo-se à expulsão de mais de 100.000 cristãos da Planície de Nínive, pelos homens do chamado Califado (veja Fides 7/8/2014), os Patriarcas se disseram “abalados” pela “evolução desastrosa, de caráter confessional e religioso que tem poucos precedentes na história”. O comunicado pede aos árabes e muçulmanos que adotem um comportamento firme sobre o que está acontecendo na Planície de Nínive, exortando os líderes religiosos muçulmanos a publicar fatwas (recomendações religiosas) e aos políticos a aprovar leis que sancionem as discriminações religiosas contra minorias.
Os patriarcas lamentam “as tímidas e insuficientes” tomadas de posição das partes “islâmica, árabe internacional” e acusam alguns países europeus de “agravar a situação ao encorajar o êxodo dos cristãos, com o pretexto de defendê-los; nós condenamos e estigmatizamos tal encorajamento”.
Os Patriarcas, que não querem deixar morrer a presença cristã no Oriente Médio, lançam um apelo ao Conselho de Segurança da ONU para que adote uma resolução que ordene a restituição das casas e dos bens subtraídos aos iraquianos, “com todos os meios possíveis”, e à Corte Penal Internacional para que julgue os crimes contra a humanidade cometidos em Mossul e em Gaza. (L.M.) (Agência Fides 8/8/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network