http://www.fides.org

News

2014-08-02

AMÉRICA/CHILE – Problemas de natureza pessoal e social levam 12.255 pessoas a viver sem moradia estável

Santiago (Agência Fides) – O “Segundo Censo Nacional das Pessoas Sem Moradia Estável” do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) aponta que 12.255 pessoas moram nas ruas do Chile. Do total de indigentes, 10.185 (84%) são homens e 2.070 mulheres, (16%). Em média, estas pessoas vivem nestas condições há 5,8 anos neste país com mais de 7 milhões de habitantes. Representam menos de 1% do total. Segundo especialistas, as situações que as levam a viver nas ruas têm natureza pessoal e social. No primeiro caso, enfrentam crises causadas por dificuldades no âmbito familiar, consumo de drogas, perda de uma pessoa querida ou problemas de saúde. O segundo acontece quanto falta o apoio do Estado no momento da crise. Segundo o Relatório, 68,3% das pessoas indigentes têm um trabalho. A maior parte trabalhou periodicamente ou em tempo integral, outros não vivem em condições de pobreza extrema ou podem, todavia, sair da condição de pobreza material em que vivem. Dormem nas ruas ou em lugares precários, alguns em albergues; possuem baixo índice de escolarização. Apenas 5,2% frequentaram estudos superiores, 16,9% o ensino médio e 14,5% o básico. (AP) (2/8/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network