http://www.fides.org

News

2014-07-29

ÁFRICA/SUDÃO – Eleições nacionais 2015: previsto para o mês de outubro o registro dos eleitores

Cartum (Agência Fides) – A Comissão Eleitoral Nacional Sudanesa (NEC) anunciou que o registro dos eleitores terá início no mês de outubro. O porta-voz da NEC, falando à imprensa em Cartum, disse que a Comissão iniciou os preparativos para as eleições nacionais, que se realizarão em abril do próximo ano. Todo cidadão registrado deve se inscrever como eleitor. No final do registro eleitoral, será possível verificar a porcentagem de eleitores. Não faltam as controvérsias: os partidos de oposição sudaneses ameaçam boicotar o pleito, pois afirmam que o Partido do Congresso Nacional (NCP) detém o controle absoluto do poder, e rejeita qualquer comprometimento para pôr fim às guerras civis no país. Os partidos de oposição, ao invés, propõem a criação de um governo interino, com a convocação de uma conferência nacional constitucional que envolva os movimentos armados, para discutir a reconstrução de um novo e democrático Sudão. Depois de um acordo político sobre questões constitucionais, o governo provisório deveria organizar as eleições gerais. O NCP rejeita a proposta, afirmando que a oposição deve somente preparar as eleições de 2015, e que os rebeldes de Darfur, Kordofan do Sul e Blue Nile deveria antes alcançar um acordo de paz separado. O Presidente Omar Al Bashir recentemente confirmou que as eleições se realizarão como estabelecido. Dirigindo-se ao Parlamento nacional, exortou todos os partidos políticos a se prepararem antecipadamente e de maneira adequada, prometendo um voto équo e transparente. O Presidente convidou todos os setores do povo sudanês, entre os quais ex-rebeldes, a participarem da nova constituição do país. Renovou o seu convite aos rebeldes de Darfur para deporem as armas e assinarem o Documento de Doha pela Paz em Darfur, prometendo anistia. “Afirmamos a nossa disponibilidade em perdoar esses rebeldes e consultá-los sobre as modalidades para aderir ao processo de paz”, acrescentou. (AP) (29/7/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network