http://www.fides.org

News

2014-07-25

ÁSIA/TERRA SANTA - Não para a tragédia humanitária: nas últimas horas 147 crianças morreram na Faixa de Gaza

Gaza (Agência Fides) - A contagem de vítima continua aumentando e segundo os últimos dados divulgados a partir da Faixa de Gaza por 34 operadores da Oxford Commitee for Famine Relief (Oxfam) comprometida em ajudar a população, 74% das mais de 600 vítimas palestinas é representada por civis, enquanto o número de feridos subiu para mais de 3.500 e está prestes a superar os 4 mil. Entretanto, durante os confrontos entre Hamas e Israel, aumentaram também os israelenses mortos: 29 vítimas, incluindo dois civis adultos. Mas o mais alarmante é que, apesar dos repetidos apelos para um cessar-fogo feito por várias partes, continua o massacre de menores: o número de crianças mortas na Faixa de Gaza subiu para 147 nas últimas horas, enquanto são 116 mil as que permanecem vítimas de traumas do conflito.
"No momento em Gaza uma criança morre a cada hora. Um dado terrível que deve levar a comunidade internacional a impor um cessar-fogo imediato", lê-se numa nota do responsável pelas emergências humanitárias de Oxfam Itália enviada à Agência Fides. Mais de 120 mil pessoas em Gaza tiveram de abandonar suas casas, as fronteiras estão fechadas e as pessoas não têm um lugar seguro para ir, a maioria delas se acamparam nas escolas da Faixa de Gaza. 44% do território de Gaza foi declarado zona de evacuação, enquanto os 56% restantes continuam sendo de alto risco, devido aos ataques aéreos constantes.
Danificada também as estruturas médicas que trabalham na operação de socorro da população: 18 entre hospitais, clínicas e ambulâncias foram atingidos pelos bombardeios, enquanto 26 agentes de saúde do Crescente Vermelho Palestino ficaram feridos. A comida e água disponíveis para a população estão se tornando cada vez mais escassas. Mais de 135 mil pessoas necessitam de assistência alimentar imediata, enquanto se estima que as padarias de Gaza agora têm estoques somente para uma semana. Cerca de 1,2 milhões de pessoas, dois terços da população que vive no enclave de Gaza, têm dificuldade de acesso à água potável, um quarto dos sistemas de água presentes no momento foi reduzido para a metade da capacidade de abastecimento. (AP) (25/7/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network