http://www.fides.org

News

2014-07-24

AMÉRICA/ESTADOS UNIDOS - “Diante de uma crise humanitária, é necessária uma resposta humanitária”: o Bispo de Brownsville sobre os menores detidos na fronteira

Brownsville (Agência Fides) – A situação das crianças e dos jovens centro-americanos detidos na fronteira dos Estados Unidos com o México, no Texas, continua a apresentar-se como uma situação de autêntica crise humanitária (veja Fides 24/06/2014;28/06/2014). O Bispo de Brownsville, Dom Daniel Ernest Flores, visitou com um grupo de líderes religiosos da Convención de Bautistas del Sur as várias estruturas que abrigam os menores detidos.
Na nota enviada à Agência Fides, Dom Flores destaca que para enfrentar esta crise humanitária é importante que os líderes religiosos vejam com os seus olhos, em primeira pessoa, as estruturas que acolhem os menores desacompanhados, e vejam também como o governo está tentando assistir, mesmo temporariamente, esta faixa da população vulnerável. “Os responsáveis pelo governo devem encontrar o modo para remediar a situação desses refugiados – afirma o Bispo -, sobretudo porque temos as crianças e as mães que estão sofrendo enormemente. Toda resposta do governo, em nível federal e estatal, deveria se concentrar nisto".
Dom Flores reiterou ainda que a Igreja apoia a atual lei, que prevê o asilo a essas pessoas e permite a elas apresentar seus casos no tribunal. "A Igreja sempre tentará fazer com que os direitos humanos sejam respeitados, especialmente no caso da proteção dessas pessoas", reiterou o Bispo, destacando que “diante de uma crise humanitária, se deveria dar uma resposta humanitária". Do mesmo modo, relevou que as agências de migração do governo e a polícia deveriam tratar todos os refugiados que pedem asilo com dignidade, justiça, compaixão, e no pleno respeito dos seus direitos a um processo justo.
A nota conclui informando que o grupo dos religiosos que visitou as estruturas onde os menores detidos estão abrigados, enviou uma carta ao Congresso expressando sua preocupação pela situação atual dos jovens e pela maneira como são assistidos, pedindo recursos suficientes para permitir a eles de superar a atual situação de modo digno. (CE) (Agência Fides, 24/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network