http://www.fides.org

News

2014-07-24

ÁSIA/TERRA SANTA - Caritas Jerusalém socorre milhares de muçulmanos refugiados nas escolas e igrejas em Gaza

Gaza (Agência Fides) – Existem quase 1.300 palestinos, a grande maioria muçulmanos, refugiados na Igreja Ortodoxa greco-ortodoxa de São Porfírio em Gaza, a fim de escapar dos bombardeios do Exército israelense. Outros setecentos encontraram refúgio na igreja católica da Sagrada Família. Nestes dias a sua sobrevivência depende em grande parte das iniciativas de socorro e assistência realizadas pela Caritas Jerusalém para enfrentar a emergência representada por mais de 130 mil pessoas deslocadas (dos quais 70 mil se concentraram nas escolas da ONU) que tiveram que deixar suas casas desde o início da operação militar israelense "Bordo Protetor". Até o momento, os palestinos mortos são mais de 700, e os estabelecimentos de saúde na Faixa de Gaza são incapazes de atender a enorme quantidade de feridos (mais de 4 mil).
"Os nossos 18 profissionais estão trabalhando incansavelmente nessa terrível situação, com os nossos centros médicos móveis que operam nas escolas e distribuindo kits de sobrevivência para as famílias amontoadas nas escolas, em colaboração com a ONU" refere-se à Agência Fides Pe. Raed Abusahliah, Diretor da Caritas Jerusalém. "Desde ontem - acrescenta o sacerdote palestino residente em Ramallah – assumimos a responsabilidade por uma semana dos refugiados presentes na Igreja Ortodoxa e na escola católica. Distribuímos alimentos e refeições quentes, leite e necessidades básicas para as crianças, combustível para os geradores elétricos. Enquanto isso, com a Caritas Internacional, fizemos um apelo para projetos e iniciativas a longo prazo para iniciar imediatamente após o cessar-fogo. Precisaremos de um fundo de um milhão e centro e trinta mil euros. Vejo chegar adesões de todo o mundo, e também na Terra Santa, especialmente os jovens dão ofertas à Caritas para os nossos irmãos de Gaza. É um fluxo ininterrupto".
No sábado e domingo próximo, em todas as paróquias da Jordânia, Palestina e Israel se rezará pelo retorno da paz e haverá uma coleta de fundos em favor do povo de Gaza. "A este propósito – declara Pe. Raed - faço um apelo humilde ao Papa Francisco: convocar uma vigília de jejum e oração pela paz na Terra Santa, como fez para a Síria. Todas os povos que vivem nesta terra, a terra de Jesus, estão cansados de viver com medo e na dor". (GV) (Agência Fides 24/7/2014).

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network