http://www.fides.org

News

2014-07-07

AMÉRICA/PERU – Aumentam os pedidos ao Presidente para suspender a norma sobre o aborto terapêutico

Trujillo (Agência Fides) – Em carta pública enviada ao Presidente da República peruana, o Arcebispo de Trujillo, Dom Miguel Cabrejos Vidarte, expressou a sua firme oposição à introdução do “Guia técnico nacional para o aborto terapêutico” (veja Fides 02/07/2014). Na carta, enviada à Agência Fides, o Arcebispo elenca 16 itens que demonstram que a disposição ministerial é inconstitucional e juridicamente errada, além de gerar muita confusão na opinião pública.
No n. 6 consta que: “Em nosso código penal, o aborto é um crime, mas esta resolução visa encobrir este crime como uma simples ‘interrupção voluntária’, o que desorienta e deixa abertas as portas para que se apresente o aborto como algo que pode ser descriminalizado”.
O Arcebispo sublinha, em seguida (no n. 7): “Não é possível que a vida humana dependa da decisão de uma comissão médica”.
A carta reflete o que muitos católicos começaram a expressar publicamente (n. 13): “Nós todos queremos o progresso e o bem do Peru, mas não se pode decidir progredir quando justamente o Estado emite uma disposição que permite eliminar a vida dos próprios filhos”.
Notícias recebidas pela Fides apontam que esta disposição ministerial está criando muitas reações nas comunidades do país. Além do pronunciamento da Conferência Episcopal (veja Fides 02/07/2014), diversas comunidades cristãs já iniciaram mobilizações para pedir ao Presidente do Peru que volte atrás. (CE) (Agência Fides, 07/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network