http://www.fides.org

News

2014-07-02

AMÉRICA/PERU – A norma para o aborto terapêutico é "imoral, inconstitucional e ilegal"

Lima (Agência Fides) - "Os Bispos do Peru, diante da aprovação do Guia Técnico Nacional para o aborto terapêutico feito pelo Ministério da Saúde, estão se dirigindo aos fiéis católicos, aos cidadãos e, especialmente, às autoridades do Executivo, para expressar o que segue: “a nossa firme rejeição a esta norma que abre as portas pela primeira vez na história do Peru, ao aborto, isto é, ao assassinato de uma vida humana inocente. Este regulamento ministerial, além de ser imoral é também inconstitucional e ilegal”.
Este é o texto do comunicado da Conferência Episcopal Peruana, enviado à Agência Fides, que destaca que "tanto a gestante quanto o nascituro têm o mesmo direito à vida, ambos devem ser protegidos pelo Estado". Os Bispos dizem que "com esta norma, o Ministério da Saúde ignorou a vontade da maioria dos peruanos, que muitas vezes marcharam, tanto em Lima quanto nas principais cidades do país, e expressaram a defesa da vida e da rejeição do aborto". O comunicado de imprensa informa que, de acordo com especialistas na área, "em casos excepcionais em que a vida da mãe e seu filho estão em risco, hoje há muitos recursos disponíveis, graças à tecnologia médica, que pode salvar as duas vidas" .
Para o governo peruano a Guia ao aborto terapêutico faz parte da implementação do Plano Nacional para a Igualdade de Gênero 2012-2017, que tem entre seus objetivos a redução da mortalidade materna. O Cardeal Juan Luis Cipriani, Arcebispo de Lima, disse publicamente que a norma para o aborto terapêutico "é uma guia para matar". (CE) (Agência Fides, 02/07/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network