http://www.fides.org

News

2014-06-30

AMÉRICA/MÉXICO - “Chega de violência física contra os detentos”: a denúncia do Bispo de Saltillo

Saltillo (Agência Fides) – Elementos do “Grupo armas e táticas especiais” (GATE) entraram para agredir os prisioneiros detidos nas prisões de Coahuila: foi o que denunciou o Bispo da diocese de Saltillo, Coahuila (México), Dom Raul Vera Lopez, O.P. O fato está se tornando um método sistemático das autoridades para manter o controle e obter confissões, afirma o Bispo numa nota enviada a Fides. Os abusos e agressões por parte da polícia contra as pessoas detidas como suspeitas não somente se verificam impunemente nas ruas, mas também dentro das instituições de reabilitação social.
Dom Vera falou ontem, 29 de junho, depois da Missa dominical, comentando a morte de um detento ocorrida na semana passada. Segundo as primeiras notícias, ele morreu depois das agressões sofridas por esses grupos militares. "Soubemos, e já denunciamos, que esses militares entram nas prisões para prestar serviço, em especial GATE, e depois agridem e batem nos jovens – disse o Bispo -. Parece que reina a lei do mais forte para ter controle, mas não podemos permitir que isso aconteça".
"Os próprios detentos estão conscientes de que já pagam por seu erro permanecendo ali dentro, mas não deve haver também a punição física", destacou o Bispo, que mais de uma vez visitou pessoalmente os prisioneiros. (CE) (Agência Fides, 30/06/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network