http://www.fides.org

News

2014-06-30

ÁSIA/PAQUISTÃO – “Uma nova primavera para a Igreja em nosso país”, diz o Arcebispo de Lahore

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – “Estamos muito gratos ao Santo Padre. Nomeou o novo Bispo Joseph Arshad em Faisalabad, o novo Arcebispo de Lahore, o novo Administrador apostólico para Multan. São passos muito positivos para a Igreja. Novos líderes e novas idéias: a Igreja paquistanesa está precisando; é uma nova primavera. Trabalharemos juntos pelo progresso e pelo crescimento da Igreja no Paquistão”. É o que declara à Agência Fides o novo Arcebispo de Lahore, Dom Sebastian Shaw OFM, que em 29 de junho foi um dos 24 Arcebispos que receberam o Pálio das mãos do Papa Francisco.
“Dentre os novos Bispos – explica Dom Shaw – existe uma abordagem comum: vemos todos a nossa situação com esperança, tentando colaborar. Por exemplo, as comissões para catequese, liturgia, Caritas e economia vão se confrontar e atuar juntas. Também existe entre nós uma sintonia humana desde os tempos do Seminário. Queremos adotar uma metodologia de cooperação em todos os campos. Mais unidade fará bem ao futuro da Igreja”.
Os Bispos compartilham as urgências pastorais. Uma delas, frisa Dom Shaw, é a formação dos catequistas: “Somente em Lahore temos 300, espalhados pelo território. Os catequistas são uma presença importantíssima porque vivem em meio ao povo e têm noção exata da vida da comunidade. São leigos, são os nossos missionários nas periferias. Nossos centros de catequese são pontos vitais para a Igreja local e para a evangelização. São pessoas importantes para a formação do povo aos Sacramentos, como o batismo, a crisma e o matrimônio. São formados segundo as novas diretrizes da teologia e da pastoral. A Igreja organiza cursos de formação para catequistas de todo o Paquistão, com um esforço de colaboração interdiocesano”.
Outra prioridade é a instrução. “Nas escolas católicas, somente em Lahore temos mais 800 mil estudantes, 90% muçulmanos. As escolas são preciosas para educar ao diálogo na sociedade. Nas escolas, se realiza um ‘diálogo de vida’, um caminho para a construção de uma sociedade aberta, tolerante e pluralista, caracterizada pela convivência pacífica. Através dos estudantes, temos contato com as famílias: assim, as escolas se tornam os nossos centros especializados no diálogo. Os jovens são o futuro da sociedade: começamos a partir deles a construir o respeito mútuo entre as religiões na nação”.
O diálogo avança graças também ao empenho dos líderes religiosos e da colaboração com os líderes islâmicos, como o imã da grande mesquita de Lahore, Syed Muhammad Abdul Khabir Azad, uma das grandes personalidades muçulmanas do Paquistão. Com ele, Dom Shaw se reúne com frequência, e coopera para dar um exemplo de amizade entre cristãos e muçulmanos. “O diálogo é a via mestra para o futuro da nação”, conclui o Arcebispo de Lahore. (PA) (Agência Fides 30/6/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network