http://www.fides.org

News

2014-06-23

ÁSIA/MALÁSIA – Questão "Alá": para os líderes cristãos "graves repercussões sobre a liberdade religiosa"

Kuala Lumpur (Agência Fides) - Os líderes cristãos reunidos na "Federação Cristã da Malásia", organismo interconfessional, expressam forte desilusão depois da decisão da Suprema Corte que confirma a proibição ao semanário católico "Herald" de usar o termo "Alá" e lançam um alarme para a liberdade religiosa no país. Num comunicado enviado à Agência Fides, a Federação afirma: "Continuamos a reiterar que a decisão do Tribunal de Recurso, confirmada pelo Tribunal Federal, está seriamente falha em muitos aspectos. De acordo com a Justiça, é preciso corrigir muitas observações erradas e imprecisas. Agora haverá graves consequências negativas para a liberdade religiosa dos cristãos na Malásia".
"O Procurador-Geral – recorda o texto – tinha sublinhado em 20 de outubro de 2013, que esta decisão diz respeito apenas ao uso da palavra "Alá" no jornal Herald. Portanto, pedimos ao Governo e o Judiciário para lembrar publicamente que a decisão do Tribunal Federal se limita às circunstâncias específicas do caso, e que os cristãos da Malásia continuam tendo o direito de usar a palavra "Alá" na Bíblia, nas funções religiosas e nos encontros". Na verdade, observa o comunicado, "já existem vários casos pendentes perante os nossos tribunais relativos a esse problema. Vamos ver se, nesses outros casos, os juízes irão escolher o caminho da defesa da liberdade de religião e de expressão na Malásia". "Enquanto isso - conclui a Federação - pedimos a comunidade cristã na Malásia para permanecer firme na fé diante desta adversidade prolongada". (PA) (Agência Fides 23/6/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network