http://www.fides.org

News

2014-05-22

AMÉRICA/NICARÁGUA - “Em busca de novos horizontes por uma Nicarágua melhor”: início do diálogo entre Igreja e Governo

Manágua (Agência Fides) – A Conferência Episcopal da Nicarágua (CEN) se reuniu na tarde de 21 de maio, na Nunciatura Apostólica, com o Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, abrindo o caminho para o diálogo entre Igreja e Governo. Dentre os participantes estava também o Arcebispo emérito de Manágua, o Cardeal Miguel Obando Bravo, enquanto o Núncio Apostólico, o Arcebispo Dom Fortunatus Nwachukwu, foi o anfitrião. O Presidente Ortega estava acompanhado de sua esposa, Rosario Murillo.
Os bispos entregaram ao presidente um texto de 14 páginas, enviado à Agência Fides, intitulado "Em busca de novos horizontes por uma Nicarágua melhor". O documento é dividido por temas: família, problema social, direitos humanos, o caso do Vicariato Apostólico de Bluefields, evangelização e respeito pela instituição.
"Neste texto queremos mostrar as preocupações e esperanças da nação de maneira profética, propositiva e com esperança", afirma a introdução. "Embora este documento seja expressamente dirigido ao Governo da República, que o acolheu com grande interesse e respeito, convidamos todos os cidadãos da Nicarágua a refletirem sobre ele", continuam os Bispos.
Para cada tema se descreve a realidade e se sugere uma solução do ponto de vista da comunidade eclesial. O caso do Vicariato Apostólico de Bluefields é muito complexo, e há muito tempo foi levado ao conhecimento de toda a Igreja: por um lado, há os povos indígenas que vivem em áreas de floresta e parte da costa, por outro, os novos "colonos" que chegam para explorar os recursos naturais, destruindo o habitat dos primeiros. "Precisamos evitar esse confronto de culturas", afirmam os bispos, que acrescentam à situação desta área, o problema dos grandes projetos nacionais como o Canal Interoceânico.
Na conclusão, o documento afirma: "Nós não podemos, nem queremos substituir o Estado, mas não podemos nem devemos permanecer à margem da história na busca e construção de uma sociedade mais justa e pacífica. A Igreja não tem soluções para cada problema, mas junto com as diversas forças sociais, acompanha as propostas que melhor respondem à dignidade da pessoa humana e ao bem comum". (CE) (Agência Fides, 22/05/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network