http://www.fides.org

News

2014-05-20

AMÉRICA/EL SALVADOR - A violência de algumas regiões centro-americanas leva as crianças a imigrarem sozinhas

São Salvador (Agência Fides) – Os representantes dos Bispos dos Estados Unidos, do México e da América Central se encontram para discutir as maiores questões relativas ao complexo fenômeno das migrações. O encontro, que começou ontem, segunda-feira, 19, em El Salvador, vai terminar quinta-feira, 22 de maio. No centro dos debates está o aumento do fluxo de menores imigrantes que viajam sozinhos aos Estados Unidos, e as alternativas que podem ser adotadas para protegê-los em seus países e na rota migratória que percorrem.
A nota enviada à Fides por uma fonte local traz a declaração de Dom Eusebio Elizondo, Presidente da Comissão para as Migrações da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB): “a violência perpetrada pelos bandos e a criminalidade organizada em algumas áreas da América Central são fatores que contribuem para o aumento do número de crianças que emigram”. Dom Elizondo, bispo auxiliar de Seattle, disse em declaração concedida pela USCCB poucos dias atrás que “devem ser adotadas medidas urgentes para proteger estas crianças e garantir a segurança de suas comunidades”.
No último mês de novembro, uma delegação da USCCB esteve na América Central para observar a migração dos menores e publicou um relatório intitulado “Mission to Central America: The Flight of Unaccompanied Children to the United States”. Dom Elizondo disse ainda que em longo prazo, o governo dos Estados Unidos deverá trabalhar com os governos da região para aumentar os mecanismos de proteção para os jovens que vivem no medo, sem qualquer oportunidade de instrução e de trabalho. Não se trata de uma questão ligada apenas à imigração, pois interessa a política externa e a ajuda a estes países para proteger seus cidadãos, principalmente os mais vulneráveis, sublinhou Dom Elizondo. (CE) (Agência Fides, 20/05/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network