http://www.fides.org

News

2014-05-20

ÁFRICA/MALAUÍ - “As eleições mais incertas dos últimos 20 anos, mas a democracia é um fato aceito por todos”, afirma um missionário

Lilongwe (Agência Fides) - “São as eleições mais incertas dos 20 anos de democracia em Malauí”, afirma à Agência Fides pe. Piergiorgio Gamba, missionário monfortino que há décadas atua em Malauí, onde hoje, 20 de maio, se realizam as eleições presidenciais, parlamentares e administrativas.
“São quatro os candidatos mais importantes que deverão dividir os sete milhões de votos de um eleitorado que voltou a ser guiado pelo regionalismo e pela pertença ao grupo étnico de nascença”, explica o missionário. A atual Presidente, Joyce Banda, deverá se confrontar com outros 11 candidatos, dos quais somente três são tidos como verdadeiros adversários.
Pe. Gamba recorda ainda que “a oposição não conseguiu se coalizar, abrindo a possibilidade para a criação de um governo de minoria, enquanto sobre as eleições paira a sombra do chamado ‘cashgate’ (o uso ilícito dos fundos obtidos por doares internacionais, ndr.). Tudo isso corre o risco de favorecer a apatia e a falta de motivação dos eleitores”.
Ao menos uma categoria de eleitores anunciou a intenção de boicotar o voto: trata-se dos presidiários, que se negam a votar porque nenhum partido se apresentou para explicar a eles seu programa de governo.
“Enquanto os presos tiveram a possibilidade de serem registrados, no respeito do direito de voto, não foi feito quase nada para fazê-los conhecer os candidatos ao Parlamento ou administrações locais”, disse Pe. Gamba.
O sacerdote concluiu com uma nota de esperança para as eleições onde emerge “a importância do voto dos jovens, os que não conheceram os 30 anos de ditadura”. Nesta fase de dúvida e incerteza, é bom ver como a democracia seja aceita como expressão africana da política. A democracia não é atacada nos discursos também daqueles que usam tons mais fortes. É uma grande conquista para o sistema político que completa somente 20 anos”, concluiu o missionário. (L.M.) (Agência Fides 20/5/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network