http://www.fides.org

News

2014-05-09

VATICANO - Papa Francisco às POM: “Há muita necessidade de sacerdotes, pessoas consagradas e leigos que, apegados ao amor de Cristo, sejam marcados pelo fogo da paixão pelo Reino de Deus e disponíveis a adentrar-se no caminho da evangelização”

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – Esta manhã, o Santo Padre Francisco recebeu em audiência no Palácio Apostólico os participantes da Assembléia geral anual das Pontifícias Obras Missionárias, acompanhados pelo Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Card. Fernando Filoni. Abaixo, o discurso integral proferido pelo Santo Padre.

“Senhor Cardeal, veneráveis irmãos no Episcopado e no sacerdócio, queridos irmãos e irmãs,
dou as minhas boas-vindas aos Diretores Nacionais das Pontifícias Obras Missionárias e aos colaboradores da Congregação para a Evangelização dos Povos. Agradeço o Cardeal Fernando Filoni e todos vocês que atuam no serviço à missão da Igreja para levar o Evangelho aos povos de todas as partes da Terra.
Com a Exortação Apostólica Evangelii gaudium, quis convidar todos os fiéis a uma nova estação evangelizadora; e também em nossa época, a missio ad gentes é a força impulsora deste dinamismo fundamental da Igreja. O desejo de evangelizar nos “confins”, testemunhado por missionários santos e generosos, ajuda todas as comunidades a realizar uma pastoral aberta e eficaz, a renovação das estruturas e das obras. A ação missionária é o paradigma de toda obra da Igreja (cfr Evangelii gaudium,15).
Evangelizar, nestes tempos de grandes transformações sociais, requer uma Igreja missionária, totalmente em saída, capaz de atuar um discernimento para se confrontar com as diferentes culturas e visões do homem. Para um mundo em transformação, é necessária uma Igreja renovada e transformada pela contemplação e o contato pessoal com Cristo, pela força do Espírito. O Espírito de Cristo é fonte da renovação que nos faz encontrar novos caminhos, novos métodos criativos, várias formas de expressão para a evangelização do mundo atual. É Ele que nos dá a força para empreender o caminho missionário e a alegria do anúncio, a fim de que a luz de Cristo ilumine aqueles que ainda não o conhecem ou o rejeitaram. Por isso, nos é solicitada a coragem de “chegar a todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (Evangelii gaudium, 21). “Fraquezas, pecados e impedimentos não podem nos deter no testemunho e na proclamação do Evangelho, porque é a experiência do encontro com o Senhor que nos encoraja e nos doa a alegria de anunciá-Lo a todos os povos”.
A Igreja, missionária por natureza, tem como prerrogativa fundamental o serviço da caridade a todos. A fraternidade e a solidariedade universal são inerentes à sua vida e à sua missão no mundo e para o mundo. Todavia, a evangelização, que deve chegar a todos, é chamada a começar pelos últimos, pelos pobres, por aqueles cujas costas estão curvas devido ao peso e à fadiga da vida. Assim fazendo, a Igreja estende a missão de Cristo, que “veio para que tivessem vida, e vida em abundância” (Jo 10,10). A Igreja é o povo das beatitudes, a casa dos pobres e aflitos, dos excluídos e perseguidos, daqueles que têm fome e sede de justiça. Vocês são chamados a atuar a fim de que as comunidades eclesiais saibam acolher com amor preferencial os pobres, mantendo as portas da Igreja abertas para que todos possam entrar e encontrar amparo.
As Pontifícias Obras Missionárias são o instrumento privilegiado que evoca e zela com generosidade a missio ad gentes. Por isso, dirijo-me a vocês, animadores e formadores da consciência missionária das Igrejas locais: com paciente perseverança, promovam a co-responsabilidade missionária. Há muita necessidade de sacerdotes, pessoas consagradas e leigos que, apegados ao amor de Cristo, sejam marcados pelo fogo da paixão pelo Reino de Deus e disponíveis a adentrar-se no caminho da evangelização
Agradeço-lhes por seu precioso serviço, dedicado à difusão do Reino de Deus, a levar o amor e a luz de Cristo a todos os cantos da Terra. Que Maria, a Mãe do Evangelho vivente, os acompanhe sempre neste seu caminho de apoio à evangelização. Que os acompanhe também a minha bênção, a vocês e a seus colaboradores. Obrigado”. (Agência Fides 09/05/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network