http://www.fides.org

News

2014-05-07

ÁFRICA/COSTA DO MARFIM – Doze mil crianças trabalham como escravas nas plantações de cacau

Abidjã (Agência Fides) – Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), na África ocidental 1 milhão e 800 mil crianças trabalham nas plantações de cacau. Destas, somente 284 mil são consideradas trabalhadores. Os produtores deste alimento vivem com uma renda que os obriga a estar abaixo na linha de pobreza. O estudo demonstra que a maior parte dos menores é obrigada a trabalhar mais de 12 horas por dia, sobretudo na Costa do Marfim, principal produtor de cacau, onde mais de 12 mil crianças vivem em condições análogas à escravidão.
Atualmente no mundo são produzidos 4 milhões de toneladas de cacau, cuja venda gera uma renda de mais de 100 mil dólares. No entanto, do custo de uma barra de chocolate os produtores recebem somente de 3 a 6% do preço final. Mais de 90% da produção mundial vem de plantações feitas por famílias que possuem apenas 5 hectares das quais dependem cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo. Na Costa do Marfim, Gana, Indonésia, Nigéria e Camarões se concentra 82% da safra mundial. Os produtores destes países vivem abaixo da linha da pobreza. A Europa consome metade do chocolate produzido em todo o mundo (48%), seguida da América do Norte (20%), Ásia (15%) e na América Latina (9%). (AP) (7/5/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network