http://www.fides.org

News

2014-04-15

ÁFRICA/NIGÉRIA - O atentado de Abuja há 15 dias do tiroteio em que morreram 20 presumíveis membros do Boko Haram

Abuja (Agência Fides) – 72 pessoas morreram e 124 ficaram feridas no atentado que atingiu ontem uma rodoviária numa região da periferia de Abuja, capital da Nigéria (veja Fides 14/4/2014). O anúncio foi feito pelas autoridades locais. “Infelizmente, alguns feridos encontram-se em estado crítico e o balanço das vítimas pode aumentar”, dizem à Agência Fides fontes da Igreja nigeriana.
O Chefe de Estado Goodluck Jonathan, junto com o Presidente do Senado e alguns ministros, visitou os feridos e anunciou o incremento das medidas de segurança na cidade de Abuja. O atentado não foi reivindicado mas existe o suspeito que tenha sido perpetrado pela seita islâmica Boko Haram.
Justamente em Abuja, em 30 de março, membros da Boko Haram se responsabilizaram por um tiroteio na sede dos serviços de segurança (Department of State Security Service –DSS) evento ainda envolvido no mistério. “Presumíveis membros de Boko Haram foram conduzidos à sede do DSS (que se encontra ao lado da residência presidencial) para ser interrogados” recordam nossas fontes, que não citamos por razões de segurança. “Segundo a versão oficial, uma das pessoas detidas, aproveitando a distração de um agente, conseguiu se apropriar de sua arma, dando início a um tiroteio que durou quase três horas, no qual morreram pelo menos 20 presumíveis membros da Boko Haram”.
“Provavelmente não saberemos nunca se alguém conseguiu fornecer armas a estas pessoas enquanto estavam em prisão cautelar. Na Nigéria, existem suspeitos de cumplicidade no âmbito das forças de segurança, o que já havia sido denunciado pelo próprio Presidente. É uma guerra complicada” concluem nossas fontes. (L.M.) (Agência Fides 15/4/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network