http://www.fides.org

News

2014-03-03

ÁSIA/MIANMAR – Trinta mil portadores de Hiv/Aids e mais de 3 mil tuberculosos sem cuidados médicos

Roma (Agência Fides) – O governo da União Birmanesa ordenou o cessar de todas as atividades da seção holandesa da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) em andamento no país não obstante as dezenas de pacientes que atualmente recebem cuidados médicos. Segundo um comunicado enviado à Agência Fides, nos últimos dias, pela primeira vez na história das operações de MSF em Mianmar, as clínicas para Hiv/Aids nos estados de Rakhine, Shan e Kachin, assim como em Yangum, estão fechadas e os pacientes não podem receber assistência necessária.
Os pacientes que sofrem de tuberculose, e de tuberculose resistente aos medicamentos, não puderam portanto receber seus remédios.
A decisão do Governo terá um impacto devastador sobre 30 mil pacientes com Hiv/Aids e sobre mais de três mil com tuberculose atualmente em tratamento. No estado de Rakhine, MSF não pôde fornecer assistência médica de base a dezenas de milhares de pessoas vulneráveis, deslocadas devido à crise humanitária em andamento ou em vilarejos isolados. Como também o suporte nas transferências de urgência para as estruturas do Ministério da Saúde de pacientes que precisam de tratamentos hospitalares de emergência, e o planejamento familiar e os cuidados para mulheres grávidas e recém-nascidos. A ong está negociando com o Governo de Mianmar para permitir à equipe de retomar as atividades médicas de urgência em todo o país. Desde 2004, MSF atendeu mais de 1.240.000 pacientes com malária somente no estado de Rakhine, onde a doença é particularmente endêmica. (AP) (3/3/2014 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network