http://www.fides.org

News

2014-02-14

ÁSIA/ÍNDIA - “Ser realmente uma Igreja dos pobres”: mensagem final da assembleia dos Bispos

Palai (Agência Fides) – Para ser autenticamente evangelizadora, a Igreja é chamada a se tornar exemplo de simplicidade, transparência, justiça e misericórdia numa sociedade poluída por corrupção e violência: é o que afirma o comunicado final da 31ª assembleia da Conferência Episcopal indiana (Cbci), que se reuniu em Palai (Kerala), de 5 a 13 de fevereiro, sobre o tema “Uma Igreja renovada para uma sociedade renovada”. No texto enviado a Fides, os Bispos declaram, seguindo o exemplo do Papa Francisco: “Queremos que a Igreja seja realmente uma Igreja dos pobres”.
Na nota enviada a Fides, os 187 Bispos participantes reiteram que “a Igreja na Índia busca viver segundo a visão do Concílio Vaticano II”: “Reafirmamos a visão da Igreja, sancionada na constituição Lumen gentium, como povo de Deus em caminho rumo a Cristo” e como “comunidade evangelizadora”, indicada no decreto Ad Gentes. Além disso, “queremos ser, como dito na constituição Gaudium et spes, uma Igreja envolvida nas lutas da humanidade sofredora, com base nos princípios de respeito pela pessoa, de solidariedade e de diálogo”.
Na dinâmica interna da Igreja, os Bispos querem valorizar “as pequenas comunidades cristãs nascidas em muitos lugares, radicadas na Palavra e na Eucaristia”, que são “sinal de vitalidade e instrumento de formação e evangelização”.
Sobre os planos e orientações futuros, os Bispos notam que é preciso promover a experiência e o encontro com Deus através da Palavra e dos Sacramentos. Disso deriva todo o resto: “A experiência de Deus leva a uma conversão interior que se torna visível na simplicidade de nossa vida, na atitude de amor, compaixão e perdão, seguindo o exemplo do Papa Francisco”, afirmam. “A experiência de Deus levará ao envolvimento com os marginalizados, com as pessoas que vivem nas periferias econômicas, culturais e sociais. Falaremos contra todas as formas de injustiça perpetradas contra eles e faremos valer seus direitos”, prossegue o texto. “Queremos que a Igreja seja realmente uma Igreja dos pobres” dizem os Prelados, reafirmando “plena solidariedade com os dalits na Índia, que continuam sendo oprimidos”. A Conferência Episcopal “reitera a intenção de lutar pela igualdade de direitos dos dalits cristãos, pedindo a abolição da Ordem presidencial de 1950, que os discrimina injustamente. Além disso, a Igreja se compromete em erradicar todas as formas de discriminação em seu interior e garantir justas oportunidades aos dalits cristãos”.
A mensagem se concentra também no papel dos leigos, a quem deve ser dado mais espaço na pastoral; abrange e luta contra a discriminação das mulheres, às quais deve ser assegurada “igual dignidade e justas oportunidades”, apoiando a campanha contra “o feticídio feminino e a violência de gênero”. Os Bispos pedem uma presença cristã “mais significativa na vida política e pública” e propõem o diálogo “como estilo de presença em uma terra rica de culturas e religiões antigas”. “A Igreja na Índia deve ser uma Igreja em diálogo. Exortamos os leigos a engajarem-se no diálogo de vida”, diz o texto. O último ponto é a salvaguarda da criação, por um desenvolvimento sustentável. (PA) (Agência Fides 14/2/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network