http://www.fides.org

News

2014-02-05

AMÉRICA/MÉXICO – A Igreja preocupada pela gripe que mata, sobre a qual se alastram os temores de 2009

Cidade do México (Agência Fides) – Uma delegação de Bispos mexicanos, reunidos na sede da Conferência Episcopal, contatou o Ministério da Saúde a fim de avaliar se nas igrejas devem ser adotadas medidas úteis para prevenir a difusão da gripe de tipo AH1N1, que está se difundindo no país. Segundo os dados oficiais do Ministério da Saúde mexicano, desde 1° de janeiro foram registrados 3.028 casos, dos quais 2.572 confirmados como AH1N1, e 316 mortos. Este vírus de estação, lê-se no relatório, provoca os casos mais graves nos adultos entre 35 e 55 anos, de modo especial nos doentes crônicos e nos obesos.
A nota enviada a Fides refere a possibilidade de aplicar nas dioceses as normas já adotadas durante o primeiro foco de gripe AH1N1, em 2009 (veja Fides 27/04/2009;04/05/2009;08/05/2009). Na primavera daquele ano, durante a celebração das Missas, o sinal da paz foi substituído por uma saudação com a cabeça, a comunhão foi distribuída somente na mão e foram abolidas as fontes de água benta.
O Secretário-Geral da Conferência Episcopal Mexicana (CEM), o Bispo Auxiliar de Puebla, Dom Eugenio Lira, foi designado como um dos responsáveis encarregados de manter os contatos com as autoridades federais a este propósito, e de ser informado sobre medidas específicas adotadas por cada Bispo na própria jurisdição religiosa nesta situação de emergência sanitária. (CE) (Agência Fides, 05/02/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network