http://www.fides.org

News

2014-01-22

ÁSIA/SÍRIA - Genebra 2: o Serviço Jesuíta para Refugiados pede uma solução negociada e mais apoio aos refugiados

Damasco (Agência Fides) – Fazer pressão junto ao governo sírio e à oposição por um cessar-fogo imediato e uma solução negociada; consentir o acesso e o trabalho das organizações humanitárias no território; aumentar o apoio financeiro aos refugiados: estas são as recomendações que o “Jesuit Refugee Service” (Serviço dos Jesuítas para Refugiados) enviou à comunidade internacional, às vésperas da Conferência de Genebra 2, que se inicia hoje, para buscar uma solução à crise síria.
O precioso serviço do “Jesuit Refugee Service” na Síria se concentra principalmente em duas frentes: ajudas de emergência para os mais carentes e atividades educativas. Tais esforços visam favorecer a reconciliação e melhorar a convivência entre pessoas de diferentes extrações sócio-econômicas e de fé. Atualmente, o SJR na Síria oferece apoio educativo e psicossocial a 9.800 crianças e mulheres. No total, cerca de 200.000 pessoas são ajudadas pelo JRS em Damasco, Homs, Aleppo e nas áreas costeiras da Síria.
Em nota enviada à Fides, o SJR convida a comunidade internacional a “dar prioridade aos esforços diplomáticos e concordar uma trégua para obter a solução negociada ao conflito. Este processo – afirma-se – deve incluir a participação significativa de grupos da sociedade civil síria, sem considerar as diferenças sociais, religiosas e étnicas”. Além disso, prossegue o texto, “é preciso fazer pressão nos beligerantes para que permitam as operações humanitárias e tutelem o pessoal engajado na assistência”. O SJR pede para “aumentar os recursos financeiros destinados às iniciativas humanitárias e que os países anfitriões cooperem com as autoridades para combater a crescente discriminação e xenofobia”. (PA) (Agência Fides 22/1/2014)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network