http://www.fides.org

News

2013-12-10

AMÉRICA/PARAGUAI - “O povo pede justiça”: o grito que encerra a festa de Nossa Senhora de Caacupé

Caacupé (Agência Fides) – “A família está no centro e orienta o crescimento integral da pessoa humana; nossas autoridades devem entender isso”: foi o que disse, em sua homilia, Dom Claudio Giménez Medina, Bispo de Caacupé (Paraguai), diante de milhares de fiéis que lotaram a praça diante da Basílica no dia 8 de dezembro, último dia da festividade de Nossa Senhora de Caacupé, padroeira do Paraguai.
Segundo a nota recebida pela Fides, todas as autoridades do país participaram da celebração, inclusive o Presidente da República, Horacio Cartes. Dom Giménez não pôde evitar referências, na homilia, à situação política e social das últimas semanas (veja Fides 03/12/2013): “Graças a Deus existe uma indignação que nasce em vários setores da população para pedir justiça, e deu resultados surpreendentes”, disse o Bispo. Em seguida, convidou a indignar-se pela violência em curso, sobretudo no norte, onde na manhã de 8 de dezembro um soldado morreu e outro ficou ferido em um confronto com presumíveis membros do grupo terrorista Exército do Povo Paraguaio (EPP).
“No Paraguai existem males que atingem a família e que devem ser curados com urgência, como a corrupção”, disse Dom Giménez, convidando a repudiar o tráfico de recomendações e o nepotismo. “As palavras transparência e honestidade não são palavras vazias, mas devem ser vividas por todas as pessoas coerentes”, reafirmou o Bispo de Caacupé, expressando profundo pesar pelo fato de o Paraguai continuar a ser um dos países mais corruptos do mundo: “quando virá o dia em que não teremos mais esta ‘primazia’, que nos envergonha?”. Enfim, Dom Giménez exortou os jovens a ser “protagonistas da história”. (CE) (Agência Fides, 10/12/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network