http://www.fides.org

News

2013-11-27

VATICANO - “Neste nosso Congresso, colocamos Cristo no centro”: o Card. Filoni abriu em Maracaibo o IV Congresso Missionário Americano/COMLA IX

Maracaibo (Agência Fides) – “Neste nosso Congresso, colocamos Cristo no centro e como Mestre queremos ouvir a voz, recolher sua mensagem, fazê-la entrar em nós e preparar-nos à missão. Sim, exatamente como diz o tema deste Congresso: fazer-se ‘Discípulos missionários de Jesus Cristo, a partir da América, num mundo secularizado e pluricultural’.” Esta é a exortação que o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, Enviado Especial do Santo Padre Francisco, dirigiu aos mais de três mil participantes do IV Congresso Missionário Americano (CAM 4) e do IX Congresso Missionário Latino-americano (COMLA IX), reunidos na grande praça diante da Basílica de Nossa Senhora de Chiquinquirà em Maracaibo, para a solene Celebração de abertura que se realizou ontem à tarde, 26 de novembro.
Citando a Carta com a qual o Pontífice o designou para representá-lo, o Card. Filoni evidenciou que deste modo “o Papa não somente se faz presente em meio a vós, mas me pede que vos garanta o Seu afeto e saúda todos cordialmente”. O Papa Francisco escreve, referindo-se ao documento conciliar Ad Gentes, “que a natureza verdadeira e profunda da Igreja é aquela missionária. Motivo pelo qual ela pretende dedicar-se também hoje com grande entusiasmo, para que o Evangelho seja anunciado a todas as pessoas, seguindo a mesma estrada traçada pelo Senhor”.
Na sua homilia, o Prefeito do Dicastério Missionário se deteve na liturgia da Palavra do dia, que ilustrava o desígnio de Deus, concebido desde a eternidade. “Jesus, o aguardado, aparece como a luz dos gentios, a luz de quem crê, a luz da fé”, destacou, citando em seguida o trecho evangélico da visita de Maria a Santa Isabel, onde se evidencia “a centralidade de Cristo na história da salvação”, consequentemente Cristo “se torna o centro da nossa pregação, ou melhor, da pregação da Igreja”.
“Precisamos refletir, passados cinco séculos de evangelização da América, como a nossa gente que também recebeu e acolheu a fé, vive e crê”, prosseguiu o Prefeito do Dicastério Missionário. “Precisamos nos perguntar o que predomina nas nossas Igrejas, se é uma pastoral de conservação ou de anúncio; se é uma pastoral centralizada somente em nossas realidades americanas ou latino-americanas ou, ao contrário, aberta ao mundo; se nossa pastoral, às vezes perto dos pobres com as palavras, está na realidade distante deles. Temos que nos perguntar se a nossa pastoral está atenta em colocar Cristo em primeiro lugar ou se, ao contrário, como diz o Papa Francisco, é autorreferencial, politizada, ideologizada, sem alma e formal.”
Concluindo a homilia, o Card. Filoni exortou a colocarmo-nos “na escola de Jesus Mestre” para nos preparar à missão, “peçamos a Cristo de fazer-se nosso irmão, nossa luz, nosso bem”. (SL) (Agência Fides 27/11/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network