http://www.fides.org

News

2013-11-21

AMÉRICA/HONDURAS - “Uma história de injustiça e desigualdade, é hora de mudar”: prontos para as eleições de domingo

Tegucigalpa (Agência Fides) – O Secretário executivo da Pastoral Caritas da Igreja católica em Honduras, padre Germán Calix, disse a uma agência de imprensa que nos últimos 32 anos de democracia no país não se conseguiu melhorar as condições de vida da população, mas apenas privilegiar poucos. Com efeito, “a grande maioria da população continua a viver realmente em péssimas condições”.
A nota enviada à Agência Fides traz o parecer do responsável da Caritas segundo o qual, no país centro-americano de 8,5 milhões de habitantes, foi imposta uma “injustiça da desigualdade, e a cada dia, o grupo dos pobres e daqueles que vivem na miséria é mais numeroso”.
Segundo várias fontes locais, 70% dos hondurenhos é pobre e muitos chegaram a esta condição na década de 90 do século passado. Honduras retornou à democracia em 1980, depois de quase duas décadas de regime militar. A respeito das eleições gerais do próximo domingo (veja Fides 19/11/2013), das quais pela primeira vez, participarão 9 nove partidos, padre Calix disse que “o povo e os partidos políticos têm o dever de fazer das eleições um espaço de legitimidade para o próximo governo”. “Se as eleições não conseguirem ter o nível de legitimidade que o povo espera, teremos um país ingovernável”, disse o Secretário executivo da Caritas.
Padre Calix disse ainda que a Caritas dará a sua contribuição em recursos humanos ao Consórcio "Hagamos Democrazia", o grupo de observadores para as eleições que conta uma rede de 1.200 observadores voluntários e 18 coordenadores departamentais, organizados e instruídos, que estarão em 298 municípios no dia do pleito. Seu dever será monitorar, recolher e transmitir informações ao centro de cálculos do Consórcio. (CE) (Agência Fides, 21/11/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network