http://www.fides.org

News

2013-11-11

EUROPA/ITÁLIA - “As mães e as crianças em primeiro lugar”: duplicar em cinco anos o número dos partos assistidos

Milão (Agência Fides) - “As mães e as crianças em primeiro lugar” é a palavra de ordem de uma ação promovida pela ong Médicos com a África Cuamm, em prol da saúde e da vida de mães e crianças que envolve quatro hospitais, 22 centros de saúde periféricos e que se dirige a uma população de 1.300.000 habitantes. A finalidade é duplicar em cinco anos o número dos partos assistidos, chegando progressivamente a 125 mil partos nos hospitais e nos distritos de Chiulo em Angola, Wolisso na Etiópia, Aber em Uganda e Tosamaganga na Tanzânia. Até agora, são 42.359 os partos feitos gratuitamente, dos quais 3.180 cesáreos, nos 4 hospitais e nos distritos de referência para um total de 84.718 mães atendidas junto a suas crianças. Passados dois anos do início do projeto, em 16 de novembro de 2013, em Milão, na Aula Magna da Universidade Católica do Sagrado Coração, se realizará um evento com a participação dos protagonistas concretos deste empenho de Médicos com a África Cuamm para a saúde e a vida de mães e crianças. As protagonistas principais são as mulheres, para reiterar a centralidade da figura feminina, sobretudo na África. Instituições, agências internacionais, fundações, voluntários e sociedade civil se confrontarão sobre o papel que cada um pode desempenhar num percurso de empenho comum. Trata-se de um desafio estratégico para continuar a combater a mortalidade materna e infantil, entre os grandes Objetivos do Milênio estabelecidos pelas Nações Unidas. Um projeto ambicioso que reuniu um vasto consenso e um forte encorajamento por parte de muitas instituições africanas, Igreja Católica, Governo italiano, agências de saúde internacionais, entidades locais e profissionais e sociedade civil. Nesta ocasião, serão apresentados os dados do segundo ano de atividades, mas serão colocados no centro sobretudo as histórias e os protagonistas, as vozes e os rostos de quem cada dia atua na linha de frente. Permanece muito por fazer, mas com um incremento de quase 10% em relação ao primeiro ano, a meta dos 125.000 partos está mais próxima. (AP) (11/11/2013 Agência Fides)
Informações
ufficiostampa@cuamm.org,
l.previato@cuamm.org

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network