http://www.fides.org

News

2013-10-22

ÁSIA/FILIPINAS - Muitos organismos católicos envolvidos nas operações de socorro à população vítima do sismo

Quezon City (Agência Fides) – Continuam os socorros em Bohol e em algumas zonas da região central do arquipélago filipino de Visayas. Na última atualização enviada à Agência Fides pelo Camillian Task Force Filipinas, padre Dan Vicente Cancino, MI, (veja Agência Fides 18/10/2013), refere que em Cebu e Bohol foram registrados 13 deslizamentos e 1.391 tremores, que provocaram uma fuga em massa dos habitantes em direção ao Barbara Sports Complex de Toledo City e ao Auditório de Pinamungahan em Cebu. No testemunho de pe. Dan, as mortes registradas são 171, os feridos 375 e 21 os desaparecidos nas províncias de Cebu, Bohol e Siquijor. O National Disaster Risk Reduction and Management Council registrou 1.285 pequenos vilarejos dos 52 municípios seriamente danificados e um total de cerca de 3,426,718 pessoas atingidas. Entre estas, 20.034 famílias vivem em 85 centros de evacuação, obrigadas a abandonar cerca de 19.309 habitações, das quais 2.938 ficaram completamente destruídas e 16.371 parcialmente danificadas. Ruas, serviços públicos, hospitais, escolas e locais históricos desabaram ou ficaram parcialmente destruídos. Todavia, os principais portos e aeroportos retomaram suas atividades não obstante os graves danos sofridos, enquanto 21 pontes e 4 rodovias permanecem inutilizadas. Muitos municípios, sobretudo em Bohol, ainda estão sem energia elétrica e água potável. Começam a faltar as reservas de alimentos e muitos supermercados não estão mais abertos. Segundo Ir. Yking de la Pena e pe. Warli Salise, da diocese de Tagbilaran, as áreas que mais precisam de socorros permanecem Maribojoc e Loon, com as respectivas 4.526 e 4.420 famílias atingidas pelo sismo. A Arquidiocese de Cebu está fazendo ulteriores avaliações dos danos sofridos. Até o momento, as autoridades governamentais não fizeram nenhum pedido de ajuda à comunidade internacional. Com a Conferência Episcopal local e o Camillian Task Force, também estão envolvidas nas ajudas outras agências católicas, como a Caritas de Nova Zelândia, Catholic Agency For Overseas Development (CAFOD) de Inglaterra e Gales e Catholic Relief Services. (AP) (22/10/2013 Agência Fides)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network