http://www.fides.org

News

2013-10-07

VATICANO - Card. Filoni aos seminaristas coreanos: “sejam homens de Deus, nós administradores ou burocratas”

Seul (Agência Fides) – O último encontro da visita pastoral à Coréia do Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, foi reservado aos seminaristas, na tarde de sábado, 5 de outubro. “Este encontro abraça idealmente todos os alunos de nossos Seminários da Coréia, a quem envio minha cordial saudação – disse o Cardeal aos seminaristas reunidos no Seminário maior de Seul com seus formadores. A Igreja da Coréia responde com mais de 1.500 jovens às futuras necessidades pastorais, preparando-se ao ministério presbiteral”.
A seguir, o Cardeal refletiu sobre o discernimento e a orientação: “o tempo que passam no Seminário – disse - é um tempo de discernimento, de orientação e de preparação ao serviço de Deus e da Igreja. Neste contexto, desejo sublinhar a responsabilidade depositada nos bispos e formadores, que não podem dar a este dever uma parte de seu tempo ou uma atenção parcial”.
Delineando em seguida as características que devem distinguir o sacerdote, o Prefeito do Dicastério Missionário destacou: “que seja homem de Deus, homem de oração, amante do exercício cotidiano da Liturgia das Horas e da oração pessoal; homem de elevadas virtudes e caridade… homem realmente formado na Palavra e na Sabedoria divina. Portanto, não administradores burocratas de questões religiosas, como de uma associação de caridade não governamental (ONG) qualquer, não ideólogos de uma mensagem evangélica do tipo socializante segundo uma leitura concorde com as ciências político-sociais, nem ter um perfil psiquiátrico imanente e auto-referencial, carente de transcendência e de missionariedade, e nem mesmo pode ser elitista, ou seja, afastado da realidade, num contexto de pessimismo desencarnado, longe de Deus e dos homens”. Depois de agradecer os Bispos, os formadores e os professores, o Card. Filoni concluiu: “Gostaria de lhes assegurar, queridos Seminaristas, que também a nossa Congregação os acompanha com muita atenção. Vocês representam a esperança da Igreja na Coréia, uma Igreja viva e muito admirada no mundo católico, assim como nesta Região Asiática”. (SL) (Agência Fides 07/10/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network