http://www.fides.org

News

2013-10-03

VATICANO - Card. Filoni no 50º aniversário da diocese de Suwon: “Jesus envia e está presente hoje em sua amada Igreja em Suwon”

Suwon (Agência Fides) – “A Igreja não deve chorar o passado, mas sim colocar Jesus Cristo no centro de sua própria missão, para que a Igreja cristológica seja realmente sinal de reconciliação e de esperança na sociedade e jamais deixe de pregar o tempo de graça do Senhor”. São as palavras proferidas pelo Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, durante a homilia da Missa presidida hoje, 3 de outubro, em Suwon, na Celebração jubilar pelos 50 anos da criação da diocese (veja Fides 28/9/2013).
Ilustrando a história da diocese, o Cardeal recordou que ela foi instituída pelo Papa Paulo VI em 7 de outubro de 1963, enquanto em Roma se realizava a segunda sessão do Concílio Vaticano II, “que em poucas semanas, aprovaria a reforma litúrgica e prepararia a Constituição dogmática sobre a Igreja”, e prosseguiu: “podemos, portanto, afirmar que a Diocese de Suwon nasceu como ‘uma costela’ do Concílio. Refletindo sobre alguns aspectos da vida desta Igreja local, o Cardeal recordou que “a missão da Igreja particular consiste, aliás, deriva, da própria missão de Jesus, deixada pelos apóstolos… Jesus, assim, envia e está presente hoje também em sua amada Igreja em Suwon e a acompanha com todo zelo”.
Inspirando-se nas leituras da Missa, o Prefeito do Dicastério Missionário evidenciou “as profundas mudanças sociais e econômicas” que tocam hoje campos delicados como a família, a juventude, a perda dos valores religiosos e morais. Relevando também os muitos frutos da ação vivaz e pastoral da Igreja coreana, concluiu: “O vistoso aumento da comunidade católica nestes anos nos estimula e nos encoraja a compreender que as pessoas precisam de Deus e como são poucos os operários em sua messe”.
Antes da Missa, durante a comemoração dos 50 anos de história da diocese, o Card. Filoni leu sua Mensagem para a celebração jubilar, quando recordou as etapas fundamentais do nascimento e da vida da diocese, em meio a perseguições e sucessos, e definiu “providencial” a coincidência do jubileu de Suwon com a conclusão do Ano da Fé, “em grata recordação de todos os que deram a vida pelo Evangelho nesta terra gloriosa”. Enfim, antes de conceder a Benção Apostólica enviada pelo Santo Padre Francisco, convidou a um maior compromisso missionário: “Façam com que este momento de festa seja fonte de verdadeira alegria para todos os fiéis da diocese de Suwon, e uma forte motivação para continuar a ser farois de luz e raios de esperança para o povo da Coréia”. (SL) (Agência Fides 03/10/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network