http://www.fides.org

News

2013-10-01

ÁFRICA/REPÚBLICA CENTRO AFRICANA – Os guerrilheiros do ERS depõem as armas, mas a intervenção da Seleka pode ameaçar o acordo

Bangui (Agência Fides) – Alguns rebeldes do Exército de Resistência do Senhor (ERS), grupo armado de origem ugandense que semeia terror em uma ampla área entre o Sudão do Sul, o nordeste da República Democrática do Congo e a República Centro-Africana, começaram a depor as armas. “São cerca de sessenta homens, com suas mulheres e filhos”, diz à Agência Fides Dom Juan José Aguirre Muños, Bispo de Bangassou, no sudeste da República Centro-Africana. “Os rebeldes do ERS se dividiram em muitos grupos, e um destes decidiu depor as armas”, diz o Bispo. “Este grupo se reuniu em uma área a cerca de trinta km da cidade de N’Zako. Criou-se uma emergência humanitária porque os ex-guerrilheiros e suas famílias precisam de tudo. Duas organizações não-governamentais enviaram seus representantes para levar ajuda a estas pessoas, mas os militares da Seleka que estavam em N’Zako os prenderam com a acusação de não possuírem a autorização para estarem naquela área”, diz Dom Aguirre.
Seleka é a coalizão de movimentos rebeldes que tomou o poder na República Centro-Africana depois de expulsar o ex-Presidente François Bozizé.
“Trata-se de um fato grave porque diante de um primeiro e importante gesto de paz dos guerrilheiros do ERS, que depuseram as armas e pediram para se reintegrar na sociedade, esta ação dos militares de Seleka ameaça que tudo fracasse”, conclui Aguirre. (L.M.) (Agência Fides 1/10/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network