http://www.fides.org

News

2013-09-26

AMÉRICA/MÉXICO - “Ainda existem paróquias isoladas e uma cidade sepultada pela lama”: Dom Garfias a Fides

Guerrero (Agência Fides) – Mais de 115 mortos, cerca de 60 desaparecidos, 40.000 turistas bloqueados, inundações, deslizamentos, fome, desespero, incerteza e cerca de 238.000 vítimas desabrigadas: é o balanço da passagem do furacão Manuel no estado de Guerrero, num primeiro relatório divulgado pelas autoridades mexicanas, depois do trágico evento de 15 de setembro. Guerrero, situado no sudoeste da República Mexicana, está dividido em 7 regiões (Acapulco, Costa Chica, Zona Centro, Costa Grande, Montanha, Zona Norte e Tierra Caliente) – todas danificadas de alguma maneira pelos eventos meteorológicos.
“A tempestade tropical Manuel, que atingiu todo o México e especialmente o estado de Guerrero, danificou a cidade de Acapulco, em especial a parte chamada Acapulco Diamante. Na região de Costa Grande, vários pontos desabaram e as paróquias de Coyuca, Espinalillo, San Jeronimo e Tecpan estão isoladas e não conseguem receber ajuda”, disse o Arcebispo de Acapulco, Dom Carlos Garfias Merlos, a uma fonte local da Agência Fides.
O Arcebispo destacou ainda que, na região de Costa Grande, o deslizamento da montanha sepultou metade da população da cidade de La Pintada, onde se encontra a paróquia Paradiso. “É uma verdadeira tragédia porque infelizmente muitas pessoas ficaram debaixo da lama e da terra”, disse Dom Carlos Garfias Merlos, pedindo à comunidade católica de todo o país de ser solidária e de ajudar quem perdeu tudo. A Igreja Católica, através da Caritas, ativou uma rede de assistência para acolher os desabrigados e ajudar as famílias atingidas. (CE) (Agência Fides, 26/09/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network