http://www.fides.org

News

2013-09-10

AMÉRICA/HAITI – Uma estratégia comum para combater o tráfico dos haitianos que migram para o Brasil

Port au Prince (Agência Fides) – Uma delegação do Conselho nacional da imigração do Brasil (CNIB) se encontrou na semana passada em Port au Prince, capital do Haiti, com os representantes da sociedade civil e do Estado haitiano para discutir o “Projeto de pesquisa sobre a migração haitiana ao Brasil e o diálogo bilateral". Participaram do encontro representantes do Ministério dos Assuntos Exteriores (Haiti), da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e das organizações locais da sociedade civil interessadas no tema, junto ao Grupo de apoio para os refugiados e os repatriados (GARR).
Segundo a nota enviada à Agência Fides, o objetivo era promover o intercâmbio de experiências sobre a gestão do fenômeno migratório entre os representantes do CNIB e os colegas haitianos, identificar estratégias úteis para uma migração segura entre os dois países, garantindo o respeito dos direitos dos migrantes, considerando os interesses dos países de origem e de destino.
Os membros do CNIB também denunciaram as redes de traficantes que se aproveitam da situação para roubar e explorar os migrantes, expondo-os a todos os tipos de risco durante a viagem. Muitos chegam ao Brasil doentes, exaustos e sem qualquer pertence, especialmente quando percorreram as rotas de contrabando, principalmente através do Peru e da Bolívia (veja Fides 16/04/2012).
Em junho de 2013, chegaram ao Brasil cerca de 12.204 haitianos por via regular. O CNIB reiterou que a regularização da situação dos haitianos no Brasil não deveria ser um programa de governo, mas uma resposta de emergência ao Haiti depois do terremoto de 2010. Entre os argumentos tratados no encontro, estão: as políticas migratórias a serem geridas responsavelmente entre Brasil e Haiti; a melhor comunicação para que os potenciais migrantes possam ser melhor informados acerca dos requisitos necessários para emigrar para o Brasil e as oportunidades oferecidas pelo país; a identificação de medidas operacionais específicas para a luta contra o tráfico de pessoas. (CE) (Agência Fides, 10/09/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network