http://www.fides.org

News

2013-08-27

ÁFRICA/EGITO – As Igrejas cristãs defendem o Imã de Al Azhar dos ataques de Erdogan

Cairo (Agência Fides) – O Secretário-geral do Conselho das Igrejas cristãs no Egito, padre Bishoy Helmy, rechaçou e deplorou em nome dos cristãos egípcios as declarações hostis do Primeiro Ministro turco Recep Tayyip Erdogan contra Ahmed Al Tayyeb, grande Imã da Universidade de Al Azhar. “As virtudes do Imã e sua estatura humana”, declarou pe. Bishoy Helmy “são testemunhadas com sua própria história”. Domingo passado, durante um discurso na Universidade de Rize, o Premiê turco se pronunciou a respeito da crise egípcia atacando firmemente Al Tayyeb. “Quando vi o Xeque de Al Azhar em meio aos golpistas fiquei desiludido” disse Erdogan, acrescentando que “a história vai maldizer homens como ele, como maldisse no passado na Turquia intelectuais e estudiosos daquele gênero”. No mesmo discurso, o Primeiro Ministro turco acusou também Israel e o filósofo francês Bernard-Henry Lèvy de ter inspirado o afastamento do Presidente egípcio Mohamed Morsi e do governo hegemonizado pelos Partidos islâmicos.
O Imã Al Tayyeb, alvo do ataque de Erdogan, replicou que ofendendo Al Azhar, ofendem-se todos os muçulmanos e todos os egípcios.
A Universidade de Al-Azhar representa o principal centro de ensino religiosos do Islã sunita. “Diante da crise”, refere à Agência Fides o Bispo Adel Zaki OFM, Vigário Apostólico de Alexandria do Egito, “está se registrando grande acordo e colaboração entre Al Azhar e o Conselho das Igrejas cristãs, o organismo que quer representar a posição unitária dos cristãos em relação aos acontecimentos sociais e políticos”. (GV) (Agência Fides 27/8/2013).

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network