http://www.fides.org

News

2013-08-21

AMÉRICA/PARAGUAI - Condenação da Igreja pelas mortes na área de Tacuatí, onde o Exército interveio

Assunção (Agência Fides) - A Sala de Imprensa da Conferência Episcopal do Paraguai (CEP) enviou um comunicado à Agência Fides expressando o desapontamento dos bispos do Paraguai pelo assassinato de cinco pessoas na área de Tacuatí, Departamento de San Pedro, ocorrido em 17 de agosto.
"No momento de rejeitar e condenar este ato criminoso, os bispos também expressam suas condolências, a sua proximidade espiritual e solidariedade aos familiares e amigos das vítimas", afirma o comunicado.
"A Igreja exorta as autoridades a fazerem todos os esforços para esclarecer os fatos, identificar os responsáveis e aplicar as sanções previstas pela lei. Ao mesmo tempo, convida todos os cidadãos a trabalharem pela concórdia e pacificação dos ânimos", conclui o comunicado.
Segundo informações enviadas à Agência Fides, na área de Tacuatí alguns membros do Exército do Povo Paraguaio (EPP) armaram uma emboscada para uma patrulha da Polícia Nacional, causando a morte de cinco policiais e graves ferimentos em outros dois. A área do ataque é controlada pelo EPP que se arrogou o direito de impedir a entrada de qualquer pessoa sem a sua permissão.
O Presidente da República, Horacio Cartes, declarou na região o “estado de exceção”, que suspende as garantias constituições a fim de permitir o envio do exército. Uma centena de militares do exército e da aviação já foi enviado ao local. Segundo a mídia paraguaia, a população local aprovou a intervenção militar.
Em maio passado, o EPP matou um empreendedor, proprietário de uma grande empresa agrícola que dava emprego a inúmeras famílias na região, e desde então se sucedem ameaças e homicídios por parte dos guerrilheiros.
(CE) (Agência Fides, 21/08/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network