http://www.fides.org

News

2013-09-05

ÁSIA/SÍRIA - Oração e jejum em Maaloula, povoado símbolo de convivência ameaçado por grupos armados

Damasco (Agência Fides) – Reza-se e jejua-se pela paz agora em Maaloula, uma pequena aldeia cristã no norte de Damasco, onde se fala aramaico, a língua de Jesus. Maaloula é uma pequena aldeia cristã nas montanhas, símbolo da cristandade na Síria, habitada por pessoas pacíficas. Hoje está ameaçada por grupos armados que poderiam atacá-la e destruí-la: por isso, a comunidade cristã na Síria fez um forte apelo para salvar Maaloula, unindo-se à esperança de paz do Papa Francisco. A aldeia em si é um lugar sagrado, onde "casas e igrejas se misturam umas com as outras", disseram à Fides os cristãos locais. Os santuários de Maaloula - como o mosteiro de Santa Tecla, habitado por monjas ortodoxas, e o convento de São Sérgio que hospeda sacerdotes greco-católicos (melquitaa) – são um lugar de peregrinação de fiéis cristãos e muçulmanos: o local tornou-se um símbolo da convivência inter-religiosa.
Conforme relatado à Fides, atualmente alguns grupos armados, provavelmente da galáxia islâmica se apoderaram da rocha com vista para o povoado e podem atacar a qualquer momento. "Seria um desastre, um duro golpe ao patrimônio histórico, cultural e espiritual, mais uma cicatriz na civilização síria, ao pluralismo e harmonia", comenta alarmada numa conversa com a Fides a leiga Maria Saadeh, greco-católica, em estreito contato com os fiéis do local. "Fazemos de todo o coração um apelo às partes, comunidade internacional e Santa Sé – afirma – para que se deixe Maaloula fora do conflito. É apenas um lugar de oração, peregrinação e paz". (PA) (Agência Fides 5/9/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network