http://www.fides.org

News

2013-08-30

ÁFRICA/RD CONGO - “Em Goma, disparados 17 tiros de artilharia”, denunciam as Ongs congolesas

Kinshasa (Agência Fides)- “No total, foram disparados 17 projeteis de artilharia contra alvos civis, que provocaram perdas de vidas humanas, graves danos materiais e o medo generalizados nos bairros populares de Goma”, afirma um comunicado enviado à Agência Fides por Réseau National des ONGs des Droits de l’Homme de la République Démocratique du Congo (RENADHOC).
A associação das Ongs congolesas se diz “profundamente preocupada pelo aumento da violência em decorrência da retomada dos combates na província do Kivu do Norte, provocados pela força negativa M23 com o apoio de Ruanda. Esta escalada é demonstrada pelo bombardeio de quatro dias consecutivos sobre as localidades de Munigi e Kanyaruchinya, além da cidade de Goma”.
“Os disparos de artilharia – prossegue o comunicado – foram disparados do território ruandês, precisamente das localidades de Mukamira, de Iugero, na região de Rubavu, e também de Mahuku”.
Recordando que o Representante Especial do Secretário-Geral da ONU definiu os bombardeios crimes de guerra, o RENADHOC lança um apelo ao Conselho de Direitos do Homem das Nações Unidas “para examinar com urgência a questão na sessão ordinária de setembro, para que sejam tomadas sanções severas contra Ruanda e em benefício da população de Kivu do Norte, vítima de duas décadas de ocupação sangrenta e desumana”. (L.M.) (Agência Fides 30/8/2013)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network